GT3: Piquet versus Ingo

6 de março de 2008

Eles disputaram freadas há 34 anos, ainda praticamente desconhecidos e na extinta Super Vê. Em 2008, com os supercarros Ford GT (Foto) e Lamborghini Gallardo, voltarão a brigar como duas das maiores estrelas do esporte.

Em 1974, Ingo Hoffmann e Nelson Piquet tinham 22 anos e eram apenas mais dois jovens entre tantos outros que tentavam seguir carreira no automobilismo. Embalados pelo sucesso de Emerson Fittipaldi – que conquistaria seu segundo título mundial naquele ano – eles acabaram se destacando e justificando a continuidade do sonho de chegar à categoria máxima. Ingo, por sinal, entraria na F-1 pelas mãos do ídolo e amigo Emerson e de seu irmão Wilsinho. Piquet, todos sabem, teria mais condições e sucesso, tornando-se um dos dois únicos brasileiros com três títulos mundiais de F-1, ao lado de Ayrton Senna – superando inclusive o bicampeão Emerson Fittipaldi.
Em 2008 os dois anônimos de 1974 voltarão a se enfrentar em uma temporada completa, mas agora como grandes ídolos do automobilismo brasileiro.

A carreira dos dois grandes pilotos se separou já no ano seguinte ao daquela temporada da Fórmula Super Vê. Em 1975, Hoffmann seguiu para a Fórmula 3 Inglesa, mas Nelson continuaria na categoria até 1976, para depois também se lançar no automobilismo internacional. Já em 1976, Ingo estrearia pela equipe dos irmãos Fittipaldi, sendo inscrito em seis corridas – quatro naquele ano, mais duas em 1977. Já com o nome correto, Piquet estrearia somente em 1978, no GP da Alemanha, pela pequena equipe Ensign. Por isso, os dois velhos amigos não tiveram a chance de medir forças com na Fórmula 1.