O erro do Massa

24 de março de 2008

Incomodado pela pressão da Imprensa Internacional, o piloto brasileiro Felipe Massa volta atrás e reconhece erro na Malásia.

Reconhecer o erro ao invés de continuar com a desculpas esfarrapadas foi a melhor atitude que Felipe Massa poderia ter tido após sua arrogante posição ao final do GP da Malásia, onde disse desconhecer o motivo de sua saída da pista.

A falta de coragem do piloto em assumir o erro logo de início revelou a pouca capacidade que ele tem em assimilar a superioridade de seu companheiro de equipe. O segundo lugar no GP era dado como certo na equipe italiana na corrida pelo título de Construtores, que rende mais dinheiro para a escuderia, mas o brasileiro não soube assimilar os cinco segundos de vantagem de Kimi Raikkonem e, na trigésima-primeira volta errou sozinho em uma curva fácil e sem nenhum outro carro disputando.

O brasileiro foi o maior defensor do fim do controle de tração e hoje é a maior vítima daquele equipamento que controlava o pé pesado na hora errada.

Agora é esperar pelo dia 6 de abril, no Bahrein para tentar concluir a primeira corrida do ano.