Mal pago?

31 de março de 2008

Essa notícia eu li no Lancenet que publicou matéria do site alemão”Auto Motor und Sport”, na qual mostrou que pela primeira vez nos últimos anos a Fórmula 1 não tem mais os tradicionais pilotos-pagantes, aqueles que tinham de bancar com o dinheiro de seus patrocinadores seus cockpits em suas equipes, sem ganhar para disputar o Mundial.

De acordo com a matéria os salários mais baixos de 2008 ficaram com o japonês Kazuki Nakajima, da Williams eAdrian Sutil, da Force India que recebemmenos de US$ 1 milhão para esta temporada, o equivalente a cerca de R$ 1,8 milhão. Depois deles vem o brasileiro Nelsinho Piquet que recebe US$ 1,5 milhão por ano bem distante dosUS$ 28 milhões que a Renault paga pelos serviços de Fernando Alonso.

Piquet, nascido em berço de outro, fruto do casamento de seu pai (Nelson) com sua mãe suiça, sempre morou no principado de mônaco e, mesmo nos tempos em que iniciou carreira no automobilismo brasileiro mantionha um pé em solo europeu. Aliás, recentemente ele comprou um jatinho para se deslocar entre os GPs.

No lugar dele eu pilotava de graça…..

Voltando a matéria do Lancenet, entre os mais bem pagos também está o atual campeão Kimi Raikkonen. O finlandês tem um salário anual de US$ 22 milhões com a Ferrari. Já a McLaren aproveita a pouca experiência de sua dupla para enxugar as despesas: o finlandês Heikki Kovaleinen recebe US$ 2,5 milhões, enquanto a revelação inglesa e atual vice-campeão Lewis Hamilton ganha US$ 5 milhões por ano.