GT3 Brasil: Xandy e Mattheis estréiam Ford GT V8 com vitória

14 de junho de 2008

Fotos : Miguel Costa JrO Telefônica Speedy GT3 Brasil tem novos líderes após a quinta etapa da temporada , disputada neste sábado (14) no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Estreando um Ford GT V8, a dupla Xandy Negrão e Andréas Mattheis (foto) venceu pela segunda vez na temporada – a primeira vitória tinha sido conquistada em São Paulo, com o Dodge Viper Coupé V10 – e deixaram para trás na tabela de classificação o Ford GT V8 pilotado por Walter Salles e o ex-piloto de Fórmula 1 Ricardo Rosset.

Xandy e Mattheis também contaram com a sorte para chegar em primeiro , já que o motor do Ford GT da dupla apagou completamente poucos metros depois da linha de chegada. Com este resultado , a dupla passou a somar 36 pontos na classificação geral do campeonato , e abriu oito pontos de vantagem para Salles e Rosset, que permaneceram com 28. Os agora vice-líderes, aliás , não tiveram a mesma sorte que os vencedores, e apesar de terem começado bem a etapa de Brasília, abandonaram com problemas no motor na quarta passagem .

A quinta etapa do campeonato começou com Walter Salles assumindo a primeira posição logo na largada, depois de largar em terceiro , com uma ultrapassagem inteligente para superar Andréas Mattheis e o Ferrari F430 V8 de Cláudio Ricci ( parceiro de Walter Derani). Logo após a única interrupção por safety car na prova , Salles, no entanto , recolheu o carro aos boxes na quarta volta , pois o motor já apresentava problemas . O carro de segurança foi acionado para que o Lamborghini Gallardo V10 de Paulo Bonifácio e Ingo Hoffmann fosse retirado da área de escape na entrada da reta dos boxes . Boni escapou sozinho quando tentava se defender de Fábio Ebrahim, e perdeu a chance de assumir a vice-liderança do campeonato .
Na relargada, Mattheis chegou a ser ultrapassado pelo Viper V10 de Elias Jr. ( parceiro de Leonardo Burti), que abandonou no quinto giro também por problemas mecânicos . Apesar de ter durado pouco , esta foi a primeira vez que Elias, campeão da Copa Renault Clio em 2003, ocupou a liderança de uma corrida na GT3. O grande nome do início da prova foi o gaúcho Cláudio Ricci ( parceiro de Rafael Derani), único piloto na pista a conseguir acompanhar de perto o ritmo dos Ford GT. Com uma ultrapassagem sobre o Porsche 997 GT3 Boxer de Norberto Gresse (Valdeno Brito), ele assumiu a vice-liderança da prova na sexta volta , e chegou a descontar parte da vantagem de 3s120 mantida por Mattheis naquele momento . Duas voltas depois , no entanto , o líder respondeu e a diferença entre eles se manteve estável em cerca de 5s, até a parada para troca de pilotos .

Os irmãos Emerson e Wilson Fittipaldi, com o outro Porsche da equipe WB Motorsport, também conquistaram em Brasília seu melhor resultado na categoria . Quintos colocados, eles completaram boa corrida de recuperação e mostraram porque deram início a um dos clãs mais vitoriosos do automobilismo brasileiro . Confira os seis primeiros da quinta etapa: 1º) A.Mattheis/X.Negrão; 2º) N.Gresse/V.Brito; 3º) W.Ebrahim/F.Ebrahim; 4º) R.Cattalini/Jorge Neto; 5º) E.Fittipaldi/W.Fittipaldi; 6º) C.Ricci/R.Derani.
Passadas as cinco primeiras etapas , a classificação do campeonato ficou assim :
1) Xandy Negrão/Andreas Mattheis, 36
2) Walter Salles Jr/Ricardo Rosset, 28
3) Paulo Bonifácio/Ingo Hoffmann, 24
4) Cláudio Ricci/Rafael Derani, 19
5) Wagner Ebrahim/Fábio Ebrahim, 16
6) Alceu Feldmann/Thiago Marques, 13
Com Texto de Rafael Durante