Riamburgo Ximenes e Stanger Eller fecham o dia em décimo primeiro lugar

19 de junho de 2008

Foto: Tom Papp e André Chaco

Nesta quarta-feira, dia 18 de junho, o Sertões largou oficialmente de Goiânia e percorreu 272 quilômetros totais rumo a cidade de Rio Verde, também em Goiás. A expectativa na largada era grande, afinal em 2007 a primeira especial da prova pegou os competidores de surpresa e foi considerada a mais difícil, até então, realizada na história do rali. Bem diferente disso, a especial de hoje ofereceu 184km’s de muita velocidade e pouca dificuldade. O limite máximo de velocidade estipulado em 150km/h foi determinado regra no Sertões em 2005 e desde então fazia parte da estratégia das esquipes. Neste ano, por ser parte do Campeonato Mundial de Rally Cross Country, a competição precisou adequar-se ao regulamento da Federação Internacional de Automobilismo. Dentre as novas regras, nesta edição apenas 6 carros competem pontuando pelo mundial e independente de sua classificação largam a frente dos outros competidores.
Até às 18:00hs de quarta-feira, o resultado divulgado é o seguinte:
1) Giniel de Villiers/ Dirk von Zitzewitz – 1h40min39seg
2) Krzysztof Holowczyc/ Jean-Marc Fortin – 1h44min58seg
3) Mark Miller/ Ralph Pitchford – 1h45min21seg
4) Reinaldo Varela/ Marcos Macedo – 1h47min49seg
5) Cristian Baumgardt/ Alberto Andreotti Neto – 1h48min
11) Riamburgo Ximenes/ Stanger Eller – 1h50min53seg
O Rally dos Sertões amanhã parte de Rio Verde rumo a Aruanã, tudo ainda em Goiás. Serão 481 quilômeros totais dos quais 222 de trecho cronometrado. Segundo informações da organização da prova, os primeiros 40 quilômetros da especial serão travados e sinuosos. A região que será percorrida é de serra e possui muitas erosões e pontes de terra com vão central. Nos quilômetros finais os cmpetidores encontrarão muita piçarra e estradas de fazendas onde será mais fácil conseguir ultrapassagens. A navegação promete ser mais apurada.