Bia: A briga pelo título da Indy Lights continua

11 de agosto de 2008

A corrida da Firestone Indy Lights em Kentucky, na noite do último sábado, não foi o que esperava Ana Beatriz – Bia (Healthy Choice, WebMotors, Svelte, Bardahl). Depois de largar da segunda posição, no começo da segunda metade da prova ela foi fechada e jogada para fora da pista por J. R. Hildebrand. Acabou em 16º lugar na 13ª das 16 etapas do campeonato. “Mas a briga pelo título não terminou”, afirma a piloto brasileira da Sam Schmidt Motorsports, que chegou a Kentucky em terceiro lugar, a 44 pontos da liderança, e saiu em quinto, com 346 pontos, a 62 pontos do líder Richard Antinucci, que terminou a prova em quarto lugar e agora soma 408 pontos.

“Faltam três corridas e tem 159 pontos em jogo, 50 para cada vitória, um por cada pole position e dois pelo maior número de voltas na liderança de cada prova. Realmente, ficou mais difícil, mas não impossível. Tudo pode acontecer. É por isso que a IndyCar e a Indy Lights são categorias altamente competitivas”, diz Bia, como a tratam os americanos, pelo apelido. Raphael Matos, que acabou em sexto lugar na prova de Kentucky, continua na vice-liderança, com 404 pontos, e em terceiro, empatados com 351 pontos, estão Dillon Battistini, que venceu a corrida de Kentucky, e Arie Luyendyk Jr., que acabou em terceiro lugar. James Davison em segundo completou o pódio da 13a etapa da Indy Lights.

As 14a e a 15a etapas da Firestone Indy Lights serão disputadas em rodada dupla no circuito misto Infineon Raceway, em Sonoma, na Califórnia, em 23 e 24 de agosto.

Texto: Estela Craveiro