Desempenho nos treinos livres agradou pilotos da ATW

19 de setembro de 2008

Os pilotos da ATW Racing Team encerraram o primeiro dia de treinos da Copa Vicar, nesta sexta-feira (19), satisfeitos com o desempenho apresentado em Curitiba (PR). Mesmo sem utilizar pneus novos, o time registrou tempos que fizeram os três pilotos concluírem que, pelo menos em termos de acerto, vai tudo muito bem. “O carro está na mão”, disse Cristiano Federico, contente com o rendimento apesar da série de problemas que enfrentou à tarde, principalmente com o câmbio.

Foram duas sessões totalmente distintas ao longo do dia. A primeira, com pista molhada, teve tempos mais de oito segundos mais lentos que à tarde, com o asfalto completamente seco. “Para nós, acho que não faz muita diferença se chover. O carro está bem acertado e isto é o que importa”, acrescentou Cristiano Federico. Seu companheiro de equipe, Renato Russo, concorda. “Só o que a gente precisa é uma tomada de tempo sem surpresas”, revelou.

Ele se refere principalmente ao que aconteceu no Rio de Janeiro. Mesmo com um carro competitivo, faltou sorte ao time na classificação e os dois carros partiram no final do grid para chegar na zona de pontos. “Hoje, mexemos no carro o dia inteiro e ele foi melhorando sempre. No final, nem chegamos a colocar pneus novos, porque já estávamos satisfeitos com o desenvolvimento”, disse. O mais veloz do dia foi o paranaense Diogo Pachenki. Beto Cavaleiro, que corre com o terceiro carro da ATW Racing Team, também teve uma sessão bastante positiva. Mesmo com apenas oito voltas completadas, conseguiu andar bem e ganhar um pouco mais de experiência para atingir seu principal objetivo no momento: garantir um lugar no grid de largada, principal desafio para quem está chegando à Copa Vicar, que permite apenas a presença dos 34 mais rápidos. A prova está marcada para às 12h35 deste domingo (21).