Coluna do Polêmico – Faltou planejamento

22 de setembro de 2008

Faltou planejamento

O futebol cearense detesta planejamento de médio e longo prazo. Prefere as medidas paliativas de curtíssimo prazo. E assim estamos indo. O técnico Heriberto da Cunha concedeu ontem à tarde uma boa entrevista aos repórteres que cobrem o Fortaleza no Pici. O clima era festivo devido a um jogo de futebol ocorrido no Alcides Santos e que homenageou os radialistas. Ouvi com atenção a entrevista mediada pelo ótimo repórter Océlio Pereira e levada ao ar, ao vivo, no programa do Vilar Marques na Cidade AM. Heriberto falou das dificuldades e, lá pelas tantas, admitiu para um ouvinte mais atento, que o grande erro cometido pelo Fortaleza foi não ter se planejado adequadamente para disputar a série B. É lógico que uma lavagem de roupa total só deverá acontecer depois do fim do campeonato e, queiramos, com o Fortaleza livre da degola. Por enquanto o time tem que tentar escapar. Por isso Heriberto evita críticas diretas a jogadores, mesmo porque ele tem que se virar com o que tem nas mãos, e não são propriamente jogadores de boa qualidade. Como para um bom entendedor, meia palavra basta, ficamos entendidos assim: a diretoria tricolor, leia-se gestão do ex-presidente Marcelo Desidério falhou feio no planejamento. Isso acarretou todos os problemas que o clube vivencia agora.

“Depois que tudo passar teremos que analisar melhor o que erramos no nosso planejamento”, frase do técnico Heriberto da Cunha que exprime bem os erros cometidos na gestão do Tricolor este ano e que levaram o time a esta situação de desespero na série B.

Ainda não
Rinaldo não está ainda em condições de jogar para desespero do torcedor do Fortaleza. O próprio Heriberto revelou que o atacante pediu para atuar só daqui a 10 dias. Só que o Leão tem pressa e precisa de Rinaldo. E agora?

Sem entender
Ninguém entendeu quando Rinaldo disse que não estava em condições de jogo. Afirmou que no Goiás estava afastado do grupo e treinando à  parte. O jogador – pasmem – revelou que não tem condições de jogar mais de 15 minutos. Uma lástima.

Sem forçar
O técnico Heriberto da Cunha disse que não vai forçar Rinaldo. Mas é preciso acelerar sua entrada em campo para ajudar o time. Rinaldo tem que entrar logo em forma e o técnico precisa armar um esquema para ele. Alguém tem que alimentar o atacante com bolas que o levem a fazer gols.

Fora
O zagueiro Gaúcho que já desperdiçou dois pênaltis, o último na vitória contra o Criciúma, perdeu a condição de batedor de penalidades. No próximo jogo, se pênalti  houver,a ordem do banco é para Bambam ou qualquer outro bater.

Sufoco
O pênalti perdido por Gaúcho ocasionou a pressão do Criciúma que por pouco não chega ao empate. Se fizesse o gol, o jogo estaria 3 a 1 e o Fortaleza teria respirado mais aliviado. Só que valeu a vitória que veio em boa hora.

Sem Ferdinando
Agora o Fortaleza pega o ABC em Natal precisando mais uma vez vencer. Aí faria 30 pontos e sairia da zona de rebaixamento. Por divergências internas com cartolas do ABC, o técnico Ferdinando Teixeira deixou o comando da equipe.

Bom teste
O Ceará – que empatou fora de casa com o Bahia – pega agora o Avaí,um dos melhores da série B no Castelão. Será um grande teste para o Vozão que anda cada vez mais distante do sonho de brigar por vaga no G-4.
Renato Abreu.

renatopolemico@yahoo.com.br