Fim de semana ruim para Pizzonia

3 de novembro de 2008

Os times do Beijing Gouan (China) e Porto (Portugal) foram os vencedores da quinta e penúltima rodada dupla da Superleague Formula, o campeonato de futebol sobre quatro rodas, disputada neste domingo (02/11) em Vallelunga, na Itália. Os brasileiros não tiveram muita sorte. Enquanto na nona etapa o Flamengo (Tuka Rocha) recebeu a bandeirada em quarto e o Corinthians (Antonio Pizzonia) em sexto, na finalização da programação ambos foram protagonistas de acidente e não pontuaram. “Foi um final de semana para ser esquecido. Estávamos rápido nos treinos, mas todas as estratégias foram equivocadas. E ainda ser envolvido em um acidente, foi pior ainda”, desabafou Antonio Pizzonia.

Com os resultados, o time chinês Beijing Gouan, guiado pelo italiano Davide Rigon, disparou na liderança da categoria que une velocidade e tecnologia do automobilismo com a paixão pelo esporte mais popular do mundo, somando 353 pontos, seguido do PSV Eindhoven (Holanda), com 294, e o Liverpool (Inglaterra) em terceiro, com 291 pontos. O Corinthians ocupa a 11ª posição, com 205 pontos, enquanto o Flamengo é o 15º com 171 na tabela de pontuação.

Primeiro tempo

Os trabalhos nos pit stops obrigatórios definiram a nona etapa da Formula Superleague, a primeira da rodada dupla. A equipe chinesa do Beijing Gouan conquistou sua terceira vitória na temporada e ampliou a liderança que mantinha no certame. Enquanto o Liverpool aproveitou bem a pole positon para manter a dianteira, seguido pelo Milan (Itália) e Beijin Gouan, o Corinthians ganhou uma posição na largada, mas enfrentou problemas de equilíbrio e com o tráfego inicial para evoluir do sétimo lugar. “O carro não estava com rendimento bom. O time não mudou nada no acerto para a corrida, e a pista estava muito emborrachada e a temperatura mais alta em relação a sábado”, contou Antonio Pizzonia.

Quando foi aberta a janela para o pit stop, o representante do ‘Timão’ permaneceu na pista para tentar voltas rápidas sem ninguém na sua frente. Desta forma, liderou quatro giros, da 12ª até a 14ª passagens. Só que a estratégia adotada pelo Corinthians não deu certo e Pizzonia retornou de sua troca de pneus apenas no nono posto. “Novamente a estratégia foi equivocada”, comentou o amazonense, que já havia sofrido o mesmo dissabor no treino classificatório. Contando com problemas de concorrentes, o time paulista acabou recebendo a bandeirada em sexto.

O grande beneficiado com as paradas no box foi o Beijing Gouan, que estava em terceiro e voltou na liderança, à frente do Milan, enquanto o Liverpool caia para quarto. O terceiro foi o Galatasaray (Turquia), seguido de Flamengo (Brasil) e Glasgow Rangers (Escócia).

Segundo tempo

Encerrando a programação com o grid totalmente invertido em relação ao resultado do primeiro tempo, o Porto saiu da 11ª posição para fazer ultrapassagem sobre o Roma (Itália) na penúltima curva e conquistar sua primeira vitória na temporada.

Largando do 18º e último posto, o Beijin Gouan contou com a sorte e se beneficiou dos vários acidentes para receber a bandeirada em quinto e abrir grande vantagem no campeonato. Em terceiro terminou o PSV Eindhoven, seguido do Liverpool.

Os times brasileiros sequer completaram a primeira volta, protagonizando o primeiro dos vários acidentes da décima etapa. Ainda na saída da segunda curva o carro do Flamengo atropelou o Milan, saindo do chão e aterrissando sobre a traseira do Corinthians. “Não sei o que aconteceu atrás de mim. Apenas senti a batida forte por trás. É frustrante ver acabar tudo logo na primeira volta”, desabafou Pizzonia, que teve o aerofólio, suspensão direita, roda e pneu destruídos.

As próximas etapas da categoria serão dias 22 e 23 de novembro, em Jerez, na Espanha.