Fábio Carreira: a um nono lugar do título da Copa Vicar

5 de novembro de 2008

Foto: Cleocinei Zonta

Após uma temporada eletrizante, a Copa Vicar deve conhecer seu campeão de forma antecipada. Na oitava e penúltima etapa, que será disputada domingo (9) no Autódromo Nelson Piquet, em Brasília/DF, Fábio Carreira (STP/Microlite/Eurofarma/Pelé Club) tentará ratificar a posição de melhor piloto da categoria em 2008. 

Para tal, Fábio buscou a numerologia para boas energias: seu número de sorte é oito, a somatória dos dois dígitos estampados em seu carro – Carreira compete com o 71. Outra combinação perfeita na oitava etapa, ele precisa de apenas sete pontos para conquistar o título da categoria de acesso: novamente, os números oito, sete e um estão presentes.

Só que, mesmo com as probabilidades, Carreira não entra no clima de já ganhou por um único motivo: o que manda é o resultado da corrida. “A categoria é muito competitiva, por isso tenho que pensar em fazer a minha parte na pista. Se for nesta etapa melhor ainda, mas tenho que pensar em fazer um bom trabalho”, destacou o paulista.

Sem os descartes obrigatórios, Fábio possui 115 pontos; seu principal rival, o paranaense Diogo Pachenki, tem 72 e é o único com chances matemáticas de levar a taça. Levando em conta os dois piores resultados nas oito etapas já disputadas, o paranaense está 33 pontos atrás, restando ainda 50 pontos em jogo nas duas etapas finais. Pachenki precisa vencer em Brasília, ganhar a última prova, em São Paulo, além de torcer para que seu adversário não marque mais do que seis pontos nas duas corridas. Pelo retrospecto de Carreira, o vice-líder não terá vida fácil: o piloto da RCM foi o único a pontuar em todas as etapas, três delas em primeiro (duas em São Paulo e uma em Curitiba).

A classificação do campeonato, após sete etapas, é a seguinte: 1) Fábio Carreira (SP), 115 pontos; 2) Diogo Pachenki (PR), 72; 3) Rafael Daniel (SP), 65; 4) Afonso Bastos (SC), 59; 5) André Nicastro (SP), 55; 6) Lico Kaesemodel (PR), 54; 7) Paulo Salustiano (SP) e Luiz Carreira Jr. (SP), 51; 9) Beto Giorgi (SP), 48; 10) Felipe Lapenna (SP), 41.