Chofard e Scudeler vencem etapas finais do Brasileiro de Superbike em Interlagos

15 de novembro de 2008

Gilson Scudeler - Foto Divulgação

As provas da sexta e última rodada dupla, disputadas neste sábado (15) no Autódromo Municipal José Carlos Pace, no bairro paulistano de Interlagos, confirmaram a invencibilidade do Team Scud Petrobras na temporada 2008 da categoria Superbike no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Diante de um dos públicos mais numerosos do ano, os paulistas Pierre Chofard e Gilson Scudeler comemoraram as vitórias nas duas baterias.

Scudeler, campeão antecipado, chegou a Interlagos defendendo a própria invencibilidade, já que tinha vencido todas as 10 baterias disputadas até então. As chances de atingir sua meta eram consideráveis, uma vez que, na sexta-feira (14), conquistou sua terceira pole-position no ano. Dada a largada, manteve-se à frente, com o parceiro Chofard em segundo. Contudo, um acidente na segunda volta da corrida, na curva do Bico de Pato, mudou a seqüência dos fatos. Com quatro pilotos envolvidos no acidente, a corrida foi interrompida com o acionamento da bandeira vermelha, para que as equipes de socorro e resgate pudessem desempenhar todo o trabalho necessário. No momento da relargada, a pretensão de vitória de Scudeler esbarrou no acendimento de uma luz azul no painel de sua moto.

Pierre Chofard

 Além da perda de posições, Scudeler foi punido com um stop & go por ter movido sua moto antes da autorização da direção de prova e caiu para o fim do pelotão. Em corrida de recuperação, cruzou a linha de chegada após 17 voltas na oitava posição. O problema que tirou Scudeler da disputa pela vitória foi percebido pelo parceiro de time Chofard. Em poucas voltas, assumiu a liderança a corrida, superando Danilo Andric, que comandava o pelotão desde a largada. Uma vez líder, Chofard passou a abrir vantagem. Chegou a estar mais de oito segundos à frente. Os três primeiros foram 1º) Pierre Chofard (SP/Honda), 2º) Murilo Colatrelli (SP/Suzuki), e 3º) Bruno Corano (SP/Suzuki).

Robson Portaluppi

Na segunda bateria, Scudeler largou em oitavo – o grid reproduziu, como manda o regulamento, o resultado final da primeira prova do dia. Submetendo-se a um ritmo forte, assumiu a liderança na sexta volta. Chofard, que largou da pole-position por ter vencido a primeira prova do dia, também enfrentou problemas com a temperatura.  Scudeler e o mineiro Philippe Braga Thiriet foram os únicos pilotos que marcaram pontos em todas as 12 baterias. Assim, foram também os únicos que tiveram suas pontuações finais alteradas pela regra que determina o descarte do resultado de uma corrida por piloto. Os três promeiros da segunda bateria foram: 1º) Gilson Scudeler (SP/Honda), 2º) Murilo Colatrelli (SP/Suzuki), e 3º) Cristiano Vieira (GO/Honda).

Fotos:Divulgação