Mineiro Victor Corrêa acerta com a Litespeed para a disputa da principal categoria de F3 do mundo

30 de janeiro de 2009

Foto: Mastermídia

Vista como uma das principais vitrines do automobilismo mundial, a Fórmula 3 Inglesa ganha a participação de mais um piloto brasileiro. Em 2009, o mineiro Victor Corrêa assinou contrato com a equipe Litespeed e vai participar do mais importante e renomado campeonato da modalidade em todo o mundo. “Este é um dos momentos mais esperados da minha carreira e chegou na hora certa. Estou muito feliz e tenho certeza de que vai ser muito bom”, afirma o jovem piloto de 18 anos, quarto colocado na Fórmula Ford Inglesa no ano passado. O esportista segue os passos dos campeões Émerson Fittipaldi, Ayrton Senna e Nelson Piquet, que disputaram e venceram a competição antes de conquistarem as pistas da Fórmula 1.

Victor Corrêa embarca para a Inglaterra no dia 04/02, próxima quarta-feira. O principal desafio do piloto em seu primeiro ano na Fórmula 3 será encabeçar todo o trabalho de desenvolvimento do chassi SLC da equipe, visando o modelo para a temporada de 2010.

Ao mesmo tempo em que trabalhará no desenvolvimento do SLC para a próxima temporada, o representante da Unifenas/Cooparaiso/ Flash Power vai disputar a classe National da F3 Inglesa, que utiliza carros do ano anterior ao da competição. “Eu abri mão de assinar com a equipe bicampeã e tentar vencer corridas, para aceitar esta oportunidade, que dificilmente é oferecida para um piloto com a idade e a pequena experiência internacional que eu tenho”, explica. Victor será o único piloto da fábrica e terá a disposição três chassis para as corridas.

Até hoje Roberto Pupo Moreno havia sido o único piloto brasileiro a assinar um contrato para ser piloto de testes de fábrica com tão pouco tempo no automobilismo europeu. No final de 1980, após um ano e meio na Fórmula Ford Inglesa, ele passou a testar oficialmente para a equipe Lotus na F1. “É uma honra ter essa oportunidade quase única e ainda poder trabalhar com profissionais tão gabaritados”, completa Victor.