Mais um ano para Barrichello

6 de março de 2009

No Brasil é comum as pessoas julgarem pessoas públicas sem dar nenhuma margem de defesa e também sem qualquer conhecimento sobre o assunto. Nesses anos todos acompanhando o esporte conferi muitas dessas injustiças e também o “protecionismo” sobre alguns personagens galgados a verdadeiros deuses do Olimpo.

Rubens Barrichello foi uma das vítimas dos senhores “sabem tudo”. Após a morte de Ayrton Senna muitos jornalistas, principalmente a Rede Globo, que precisava de um novo herói substituto, jogou nas costas dele (e também do Christian Fittipaldi que acabou indo correr nos Estados Unidos) o peso de suceder os três títulos de Senna; três de Piquet; e dois de Emmerson. Era demais para um jovem piloto correndo em equipes médias. Sem vitórias não enxergaram o talento para acertar e desenvolver carros, além de ser constante em corridas.

Enquanto era achincalhado na sua terra natal Rubens ganhava respeito no mundo automobilístico e partia para ser o primeiro brasileiro na Ferrari. Naquele time coube o papel de ajustar o carro para Schumacher, que muitas vezes teve de contar com a decisão da equipe obrigando o brasileiro a deixar o alemão passar em sua frente mesmo sendo mais rápido.

Hoje a Honda, ou pelo menos o que sobrou dela anunciou que vai participar do Campenato de 2009 da Fórmula Um e confirmou Rubens Barrichello como piloto, ao lado de Jenson Buton.  A nova Honda, comandada por Ross Brawn e Nick Fry vai precisar desenvolver um carro sequer nascido e a opção pelo brasileiro confirma o velho ditado popular de que “santo de casa não faz milagre”.

Essa será a décima-sétima temporada na F-1 do brasileiro, embora ele não tenha emitido nenhum comunicado oficial. Nesta semana conversei com sua assessora de imprensa que, é claro, não confirmou. Oficialmente ninguém pode se antecipar ao anúncio da Honda, mas as entrelinhas são mais eloqüentes que qualquer comunicado oficial. Assim Rubens caminha para aumentar suas estatísticas. Hoje ele detém o recorde de participações em grandes prêmios com 259 gp´s disputados.

Foto:www.barrichello.com.br