Rubinho defende Brawn GP e diz que vitória em Melbourne é possível

17 de março de 2009

Foto:Brawn GP

O estrondoso sucesso da Brawn GP nos testes da pré-temporada já levantou todos os tipos de suspeitas. Inicialmente, se dizia que os resultados eram artificiais, apenas para ajudar na busca de patrocinadores. Agora, os chefes das equipes rivais questionam a legalidade do carro da escuderia.

Em entrevista ao jornal espanhol Marca, Rubens Barrichello rebateu as acusações sobre o monoposto da Brawn GP. “Estamos dentro das regras. Quando eu estava atrás, era mais fácil falar que os rivais estavam fora do regulamento do que fazer o nosso trabalho, mas a equipe está si dentro das regras. Na Austrália estaremos entre as três melhores equipes e a luta deve ser entre Ferrari, Toyota, BMW e Fernando Alonso, que pode ser uma surpresa. Ganhar não seria loucura nem milagre”, disse Barrichello.

Para o brasileiro, o grande segredo da Brawn GP está nos motores da Mercedes, que se mostraram muito potentes. No entanto, Rubinho destacou a importância do conjunto. E ele não perdeu a oportunidade de alfinetar mais uma vez Michael Schumacher “Sai da Ferrari para encontrar outra equipe que me desse as mesmas condições de trabalho, só que com mais liberdade, sem ter que fazer corrida para Michael. Não queria isso para a minha vida, quero fazer algo mais. Agora tenho um carro forte”, disse.

Fonte: F-1 na Web – Gabriel Codas