Especial Fórmula 1: Force India – Quando o dinheiro não basta

25 de março de 2009

Fonte: F-1 na Web – Marcus Wagner

A prova de que dinheiro não é tudo na Fórmula 1. A equipe de propriedade do bilionário indiano Vijay Mallya não conseguiu sair das últimas filas do grid. Na temporada passada sequer marcou pontos. O chefe de equipe Colin Kolles e o diretor técnico Mike Gascoyne foram demitidos e o indiano assumiu o cargo de chefe de equipe. Esse ano firmou parceria com a McLaren e utiliza motores Mercedes, mas ainda demonstra algumas dificuldades no desenvolvimento do carro.

O experiente Giancarlo Fisichella, com três vitórias e três poles na carreira, espera ter um fim de carreira mais digno. Em 2008 ele amargou a última posição entre os pilotos que disputaram a temporada.

O italiano acredita que os testes realizados em Barcelona trouxeram novas possibilidades: “Estamos na direção certa, ficamos focados no acerto, e o carro se mostrou confiável, então pudemos trabalhar no equilíbrio. Só conseguimos isso com bastante asa, mas não foi tão ruim”, afirmou o italiano.

O alemão Adrian Sutil teve um grande momento na Fórmula 1, quando estava levando seu carro a um quarto lugar em Mônaco mas levou uma trombada de Raikkonen que o tirou da corrida. Fora isso o piloto não mostra nada de excepcional nas pistas, muito pelo contrário, sua melhor posição de chegada foi um oitavo lugar. Tanto Sutil, quanto Fisichela precisam mostrar serviço, já que em 2010 Vitantono Liuzzi será um dos titulares.