Problemas financeiros põem em risco o futuro da Brawn GP na F-1

25 de março de 2009

Foto:Brawn GP

Mesmo com o impressionante desempenho durante a pré-temporada, a Brawn GP ainda não está totalmente segura na F-1. E o motivo passa longe do pacote aerodinâmico ou do desenvolvimento dos motores do BGP-001: na verdade, o que põe em risco o futuro da equipe de Ross Brawn são questões financeiras.

A Brawn GP entrou na categoria como uma nova escuderia e, por conta disso, terá de esperar até receber os dividendos distribuídos pela Formula One Management (FOM), como especificam as normas dos acordos comerciais da entidade. Com isso, faltam ao time cerca de €22 milhões para completar o projeto orçamentário feito para 2009.

E um fato ocorrido em fevereiro pode gerar peso na consciência e no bolso dos principais administradores da Brawn GP, Ross Brawn e Nick Fry. Naquela época, eles recusaram o auxílio financeiro proposto pelo chefe da F-1, Bernie Ecclestone. “Eles deveriam ter aceitado o que ofereci. Foi uma oferta muito boa para todos. Isso lhes daria completa proteção, mas eles queriam fazer as coisas por conta própria. Agora tudo o que podemos fazer é esperar e rezar”, comentou Ecclestone.

Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto