Ron Dennis e Brawn GP são mencionados no caso Hamilton

8 de abril de 2009

O caso Lewis Hamilton tem abarcado a cada dia mais nomes do mundo da F-1. Além dos membros da McLaren mencionados em debates anteriores, Ron Dennis e, até mesmo, a Brawn GP foram lembrados, desta vez, pela mídia. Com a reputação manchada, o piloto inglês e seu pai e empresário, Anthony Hamilton, consideram, seriamente, a possibilidade de deixar a escuderia. E um dos possíveis destinos do atual campeão mundial seria a recém-criada Brawn GP, que tem dominado o início da temporada 2009.

Já as especulações acerca de Ron Dennis sugerem que ele teria conversado com o ex-diretor esportivo da McLaren, David Ryan, entre os GPs da Austrália e da Malásia. Segundo Lewis Hamilton, foi Ryan quem o instruiu a não dizer toda a verdade aos comissários do GP de Melbourne sobre o incidente com Jarno Trulli. Além disso, o presidente do grupo McLaren teria sido extremamente contra o pedido de desculpa feito pelo piloto na Malásia. Outros boatos dão conta de que Dennis, assim como Ryan, poderia ser “sacrificado”, para que o piloto inglês e o atual chefe da equipe, Martin Whitmarsh, possam seguir no time como antes. “Nós realmente não podemos fazer nenhum comentário sobre essas coisas, porque agora estamos em uma situação judicial”, disse um porta-voz da McLaren.

Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto