Pilotos seguem preocupados com as “corridas no crepúsculo”

10 de abril de 2009

Não seria exagero dizer que as “corridas no crepúsculo” agradaram somente ao público europeu e ao chefe da F-1, Bernie Ecclestone. Após os organizadores do GP da Malásia, que defenderam uma mudança de horário para o próximo ano, desta vez foi uma fonte dentro da Associação dos Pilotos (GPDA) quem falou sobre o caso: “Já falei com o Charlie [Whiting, diretor de corridas da F-1] para expressar as nossas preocupações sobre o que poderia acontecer e os nossos medos se tornarem realidade. Na Austrália foi muito duro: devido ao pôr-do-sol, era difícil ver a curva 1 e a saída do pit lane”, revelou ao site Autosport.

“Não foi a chuva o problema na Malásia, porque pode chover tão forte às 14h quanto às 18h. Contudo, não havia chance de reiniciar a corrida, devido ao início tardio e à falta de luz. Esse foi o problema”, continuou.

“Acredito mesmo que se as corridas fossem adiantadas em 1h, isso faria a diferença. Nós entendemos que há razões comerciais para corridas tão tarde, mas a segurança tem que vir sempre em primeiro lugar”, completou.

Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto