Na estréia, Derani anda forte na classificação mas abandona depois de acidente em Zandvoort

11 de abril de 2009

Em sua estréia no automobilismo depois de encerrar o ciclo no kart, o brasileiro Pipo Derani (Taedda) surpreendeu ao classificar-se em quinto lugar para a abertura da temporada da Fórmula Renault Norte Européia no circuito de Zandvoort, na Holanda. A surpresa se deveu aos problemas no sistema elétrico do seu carro, que o obrigaram a ficar parado no box enquanto os rivais avançavam na briga pela pole position. No entanto, a corrida do piloto da equipe Motopark durou apenas três voltas, sendo encerrada prematuramente por um toque em uma briga por posição. Mas, no geral, Pipo mostrou bom ritmo em treinos e na corrida, impondo respeito aos adversários.

No treino de classificação, o brasileiro enfrentou um problema no sistema elétrico do carro, que foi rapidamente solucionado pelos mecânicos, mas que causou prejuízos: parado no box, o piloto viu os adversários avançarem na briga pela pole position. Depois dos reparos, Pipo marcou 1min38s257 com o primeiro jogo de pneus – quinta melhor marca entre os pilotos que estavam nas mesmas condições. No segundo set, Derani melhorou sua marca e cravou 1min37s717, garantindo o quinto lugar no grid. A pole foi garantida pelo inglês Adrian Quaife-Hobs.

Na corrida, o piloto da Taedda caiu para sétimo nos primeiros metros, mas recuperou uma colocação na saída da curva 1 e ficou logo atrás do holandês Nigel Melker, quinto colocado. Na segunda volta, os dois chegaram a se tocar na primeira curva na luta pela posição. Mas no giro seguinte, com Pipo no vácuo do adversário em plena reta, o brasileiro tentou a ultrapassagem, quando aconteceu o acidente. “Quando eu tirava o meu carro do vácuo do dele, o Melker freou bem antes do que o normal, e não deu para desviar”, lamentou o brasileiro, forçado a abandonar a prova. Depois de 16 voltas, a vitória foi do inglês Adrian Quaife-Hobs, seguido do português Antonio Felix da Costa e do dinamarquês Kevin Magnussen.