Dennis abandona atividades com a equipe McLaren de Fórmula 1

16 de abril de 2009

A McLaren divulgou que Ron Dennis está em processo de abandonar inteiramente seu envolvimento com a escuderia da Fórmula 1. Nesta quinta-feira, o time inglês já disse que Dennis transferiu o cargo de CEO da McLaren Racing para Martin Whitmarsh, atual chefe da equipe. Dennis irá se concentrar aos negócios dos novos sport cars com a McLaren Automotive, que agora se tornará uma companhia independente e planeja lançar seu primeiro modelo em 2011. O inglês, que não esteve no GP da Malásia, disse sua saída é uma decisão própria.

“Eu admito que não sou uma pessoa fácil de começar algo. Admito que lutei arduamente pela McLaren na F-1. Tenho dúvidas se Max Mosley e Bernie Ecclestone se sentirão desagradados com a minha decisão. Mas ninguém me pediu para fazer isso. Foi minha decisão”, disse Dennis. “Igualmente, hoje, eu sou o arquiteto da reestruturação do Grupo McLaren. Mais uma vez, ninguém me pediu para fazê-lo. Foi minha decisão. Dessa forma, Richard Lapthorne deverá ser indicado como Executivo do McLaren Group e Diretor Executivo da McLaren Automotive.

Ron Dennis negou que sua decisão de abandonar os trabalhos com a Fórmula 1 esteja ligada a eminente audiência com a FIA que a McLaren enfrentará . No dia 29 de Abril, a equipe irá comparecer ao Conselho Mundial do Esporte a Motor para dar explicações sobre as mentiras ditas por Lewis Hamilton aos comissários da FIA no GP da Austrália.

Embora tenha se especulado de que a saída de Dennis serviria como um acordo de paz antes da audiência, o inglês deixou claro que havia tomado a decisão por conta própria. Dennis disse que quer ter mais sucesso em uma nova categoria de carros. “Eu quero dobrar o valor da McLaren nos próximos dois ou cinco anos, este é um bom momento para crescer”.

Os comentários de Ron Dennis foram apoiados por Martin Whitmarsh, chefe da McLaren. “Ron disse que a decisão era dele e que não havia relação com os problemas da F-1. Ele decidiu que é hora de mudar para um novo desafio, e é isto que ele irá fazer”, disse Whitmarsh.
Fonte: F-1 na Web – Lucas Martins