Indy Lights: Rodrigo Barbosa leva batida em Long Beach e larga em último.

18 de abril de 2009

Os norte-americanos Jonathan Bomarito e J.R. Hildebrand vão largar da primeira fila na terceira etapa da Indy Lights, que será disputada neste domingo (19/4), a partir das 13h40 (horário de Brasília), na California (EUA). O melhor representante do Brasil no treino classificatório da preliminar do GP de Long Beach de Fórmula Indy foi Bia Figueiredo, sétima no grid, seguido de Mário Romancini, que partirá da 14ª posição. Rodrigo Barbosa não participou da prática e vai sair por último. O site oficial da categoria (www.indycar.com/indylights) transmite as imagens ao vivo.

Por ser realizado nas ruas do balneário da costa oeste norte-americana, os 25 pilotos foram divididos em dois grupos para duas sessões de treinos de classificação, com 20 minutos cada uma. O intuito era de evitar tráfego e acidentes com o máximo de 12 carros na pista, e cada grupo formaria uma das filas do grid de largada. Rodrigo Barbosa foi entrar na pista depois de cinco minutos do início de sua prática, e foi tocado pelo chileno Pablo Donoso, ficando sem marcar tempo. “Foi incrível. Parece brincadeira. Eu abri para ele passar na segunda curva, ele não quis aliviar e me atingiu. Só tentei ser gentil e levei a pior. Acabei prejudicado, não andei nem quinhentos metros e vou largar em 25º numa pista que a rigor tem apenas um ponto de ultrapassagem”, reclamou indignado o piloto da região de Sorocaba.

No primeiro grupo Mário Romancini foi o sétimo mais rápido e garantiu uma posição na sétima fila. Bia Figueiredo foi a quarta mais rápida da segunda turma, e vai fechar a quarta fila. Líder do campeonato, o holandês Junior Strous vai partir da sexta fila. Mesmo saindo em último, Barbosa quer fazer uma boa prova. “Não é porque somos uma equipe pequena, de brasileiros, que vamos ficar admitindo esses absurdos. Da próxima vez vou cuidar de mim”, avisa o piloto da ELFF Racing. “Quero dar o meu máximo e mostrar que somos capazes. Vou fazer uma corrida consistente, subindo de posições com segurança, para pontuar novamente”, encerra Rodrigo.