Bruno Senna afirma que seu objetivo ainda é a Fórmula 1

21 de abril de 2009

Após meses de indefinição sobre uma possível vaga na antiga Honda, quando disputava um dos cockpits da equipe com Luca di Grassi e Rubens Barrichello, Bruno Senna foi preterido quando a escuderia japonesa se tornou Brawn GP e Barrichello acabou ficando com o lugar. Entretanto, o novato brasileiro revela que o objetivo de sua carreira ainda é a F-1. Senna rejeitou, inclusive, uma proposta da Mercedes-Benz para correr na DTM, modalidade de turismo alemã, já que o diretor esportivo da empresa, Norbert Haug, não poderia garantir a ele um lugar na F-1 em 2010.

A esperança do brasileiro, agora, é de que algum outro piloto saia da categoria este ano. Giancarlo Fisichella, Kazuki Nakajima, Sebastien Bourdais e Nelsinho Piquet, que ainda não convenceram e se encontram sob forte pressão em seus respectivos times, são alguns dos mais prováveis candidatos a abandonar o posto.

Outra possibilidade considerável seria a própria Brawn GP, numa eventual aposentadoria de Rubens Barrichello. “Bernie [Ecclestone] me disse para não me comprometer seriamente [fora da F1]”, confessa Senna.

Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto