Rodrigo Ventura e Pedrinho Barbosa juntos na Proton Racing Team

21 de abril de 2009

A Proton Racing Team, espera fazer de 2009 um ano vencedor após ter levado seus pilotos ao quarto lugar na categoria principal e aos terceiro e quarto lugares na categoria light. Para isso, além da confirmação de Pedrinho Barbosa, acertou a ida do rápido piloto Rodrigo Ventura (foto) para integrar-se ao time no campeonato da Super Turismo deste ano.

Após ter estreado na Super Turismo em 2008, tendo competido as duas últimas etapas do campeonato, o piloto Rodrigo Ventura não vê a hora de voltar a correr neste domingo, 26, em corrida antecedendo a etapa cearense da Fórmula Truck, no autódromo Virgílio Távora no Eusébio. “Estou cheio de expectativa para o início desse campeonato. Acho que vou ter um ano bom, pois estou trabalhando em um projeto que tem início meio e fim para minha carreira como piloto, e que se intensifica ainda mais com minha chegada em uma equipe de ponta como a Próton”, disse Rodrigo.

“Vou usar as primeiras etapas para conhecer mais o equipamento e, a partir daí lutar pelas posições mais nobres nas corridas. Para isso busquei na Próton Racing Team uma melhor estrutura de preparar um carro para disputar as posições com pilotos mais experientes. No automobilismo é preciso ter uma boa retaguarda nos boxes,” completou.
 
Nascida a partir da idéia de por um carro de sua criação disputando provas, o engenheiro e projetista Pedro Virgínio Barbosa reuniu um time de talentos para compor uma das equipes mais competitivas da Super Turismo. Em sua estrutura a Proton Racing Team tem um chefe de equipe, dois mecânicos (um por carro), um cronometrista e dois ajudantes de mecânicos (um por carro), além de assessoria de imprensa.

Ao lado de Rodrigo, também pela categoria principal a equipe conta com o piloto, Pedro Barbosa (carro 93), mais conhecido como Pedrinho, foi a sensação do campeonato passado após vencer quatro corridas no ano, sendo três corridas em seqüência, duas delas largando na pole e fazendo a melhor volta da prova. Apesar do desempenho, o jovem piloto de 22 anos, terminou em quarto, mas este ano promete disputar o título desde a primeira etapa.

 “Tenho me dedicado ao preparo físico e mental antes dos primeiros testes com o carro. É preciso estar bem, estar motivado para sentar no cokpit do ST e, junto com a equipe, acertar o carro para as corridas. Sei que no início vai ser mais complicado, têm muitos bons pilotos na categoria e respeito muito os colegas com quem vou disputar curvas, retas e freadas, mas vou procurar sair na frente este ano buscando o acerto que fizemos no ano passado. Sei que nessa primeira etapa o traçado é diferente, mas isso até anima e deixa a gente com mais vontade de dominar a pista”, destacou Pedrinho.