Super GT: João Paulo de Oliveira reassume liderança do campeonato no Japão

4 de maio de 2009

O brasileiro João Paulo de Oliveira (Nissan) atingiu sua meta de reassumir a liderança do Campeonato Japonês de Super GT. Nesta segunda feira (04/5) ele terminou na quarta posição em Fuji, durante a disputa da terceira etapa da principal competição de carros esportivos do Oriente. “Alcançamos nosso objetivo para esta etapa. Sem dúvida foi uma corrida fenomenal, onde reassumimos a liderança do campeonato tanto de equipes como pilotos”, comemorou. Com Nissan GT-R, ao lado do japonês Seiji Ara ele soma 31 pontos, um de vantagem sobre a dupla Andre Loterer (ALE)/Jyuichi Wakisaka (JAP), com Lexus SC430.

 

Com o carro mais pesado do grid em virtude do regulamento que penaliza os melhores desempenhos para equilibrar o campeonato, João Paulo de Oliveira sabia que tinha que avançar logo no início para poder abrir alguma vantagem sobre seus concorrentes na tabela de classificação. Partindo da quarta fila, com o oitavo tempo, o brasileiro fez uma excepcional largada, pulando para a vice-liderança da prova. “A largada foi o mais impressionante. Foi sem duvida uma de minhas melhores largadas”, admitiu. “Depois disso continuei forte e ultrapassei o carro do pole position”. 

Durante o período em que conduziu o seu Nissan GT-R João Paulo manteve-se na liderança. Quando o seu companheiro Seiji Ara assumiu a pilotagem eles caíram de posição. “No turno do meu companheiro nós caímos para o quarto posto, o que já era esperado, pois o carro estava muito pesado e era muito difícil manter a colocação”, explicou. Quando reassumiu a pilotagem para o seu último turno, o brasileiro lutou muito com a Toyota para manter o quarto lugar. “Consegui me manter com muito esforço, lutando bastante”.

 

O brasileiro ficou extremamente feliz com resultado que o levou novamente à liderança do campeonato, que havia assumido quando venceu a prova de abertura da temporada. “Foi um resultado excelente. Agora temos um espaço de um mês até a próxima corrida, em Sepang”, falou com entusiasmo, lembrando que nos dois últimos anos ele foi o vencedor justamente da prova da Malásia, e onde já passa a ser o favorito novamente.