Super GT: João Paulo de Oliveira faz testes de pneus para fabricante no Japão

20 de maio de 2009

Líder do Campeonato Japonês de Super GT após três etapas, o brasileiro João Paulo de Oliveira está sofrendo com o peso extra em seu carro nesta temporada. Além dos 30 kg de lastro impostos pela organização a todos os Nissan GT-R, o piloto carregará na próxima prova mais 62 kg como “punição” por seu bom desempenho. Até a sexta etapa da competição, cada ponto conquistado no campeonato resultará no acréscimo de 2 kg em seu carro.

Pensando em lidar com os 92 kg de peso extra, a fabricante Yokohama convocou João Paulo para dois dias de testes de pneus a partir desta quinta-feira (21/05) no autódromo de Suzuka, que este ano volta a receber o GP do Japão de Fórmula 1.

O titular da Nissan terá a sua disposição mais de 10 tipos diferentes de pneus Yokohama – com variadas construções e compostos –, para que ele encontre o ideal para suportar as condições que encontrará no circuito malaio.  Os testes se fazem ainda mais importantes porque a Super GT é a categorias onde existe a maior briga entre montadoras e marcas fornecedoras no automobilismo mundial. São 12 montadoras diferentes e cinco fabricantes de pneus envolvidas. Além disso, diferentemente da maior parte das competições do mundo, há uma grande flexibilidade de uso dos pneus. Cada dupla tem 12 jogos disponíveis em cada etapa. Foto: Daisuke Ogawa