GP2: Álvaro Parente abandona prova em Mônaco

23 de maio de 2009

A segunda corrida de GP2 do programa do Grande Prémio do Mónaco foi, uma vez mais, madrasta para Álvaro Parente que abandonou quando já tinha ultrapassado dois pilotos. O jovem piloto atacou desde o início, protagonizando duas boas ultrapassagens em pista – uma a Edoardo Mortara e outra a Kamui Kobayashi – apesar das dificuldades que o traçado monegasco coloca a este tipo de manobras. “Não larguei bem e perdi um lugar na primeira curva, mas subi duas posições com os problemas dos outros. Na quinta volta ultrapassei o Mortara e na seguinte o Kobayashi. O carro estava bem equilibrado e permitia-me atacar”, frisou.

Mas o azar voltaria bater à porta de Álvaro Parente. Por conta de um toque que sofreu logo no início da prova, Álvaro teve que ir aos boxes na décima sexta volta, tendo que abandonar a corrida. “Estava dando o meu máximo, e tentava recuperar o máximo possível para poder me beneficiar de qualquer problema entre os pilotos da frente. Mas o carro ficou cada vez mais difícil de guiar e não valia a pena continuar”, apontou o jovem da Ocean Racing Techonolgy.