Vitte vence a segunda na Copa Renault Clio

31 de maio de 2009

José Vitte consquistou um excelente resultado na segunda etapa da temporada 2009 da Copa Renault Clio, em Curitiba. Após largar na quinta posição, o piloto da W Racing soube esperar o momento certo para atacar os adversários e venceu sua segunda corrida na temporada. O segundo posto ficou com o brasiliense Carlos da Rocha e Rodolfo Pousa chegou em terceiro. Agora Vitte lidera o campeonato com 48 pontos.

Após a largada não houve nenhuma mudança em relação ao grid original. No entanto, as tradicionais disputas da categoria começaram a acontecer já na terceira volta, quando Rolf Gemperli se aproveitou de um descuido de Rocha no final da reta e o ultrapassou.

Conforme dita o regulamento, faltando 27 minutos para o término da corrida o Safety Car entrou na pista e os cinco primeiros pilotos, que ganham pontos extras, foram: Do Valle, Pousa, Rocha, Vitte e Gemperli. Na relargada, disputando a liderança, Pousa conseguiu ultrapassar Valle no final da reta, mas o goiano dificultou as coisas e mesmo perdendo a posição não deixou o novo líder abrir vantagem. Rocha e Vitte também se mantiveram muito próximos dos líderes.

Na nona volta Valle disputou a posição na reta com Pousa, foi para a grama para tentar a ultrapassagem e perdeu o ponto de freada. Saiu da pista e caiu para último lugar. Nesse momento da corrida os quatro primeiros eram: Pousa, Rocha, Vitte e Gemperli.

Após esperar pacientemente para não se envolver em confusões, Vitte resolveu atacar e ultrapassou Rocha e Pousa, para assumir a liderança. “Na relargada passei a observar atentamente o Pousa e o Rocha. Soube esperar o momento de ir para cima. Essa foi uma estratégia que deu certo”, conta o vencedor. Pousa perdeu a liderança, não conseguiu segurar Rocha e caiu para a terceira colocação. “O Vite veio tão rápido que trouxe o Carlinhos no vácuo. Não deu para fazer nada”, afirmou Pousa. Com a liderança nas mãos Vitte não foi mais ameaçado, e o principal duelo passou a ser protagonizado por Wagner Cardoso e Rolf Gemperli. Na 16ª volta Rolf tentou a ultrapassagem na reta e acabou se chocando com o carro de Cardoso. Rolf rodou, bateu no guard rail e abandonou.