O Sul-Americano de F-3 inicia temporada em Brasília

3 de junho de 2009

O Sul-Americano de F-3 abre a temporada neste fim de semana em Brasília, com provas no sábado e domingo. A categoria que representa a principal porta de acesso ao topo do automobilismo passou por importantes modificações no continente. Com programação exclusiva, ganhou uma categoria de acesso e adotou o F309, novo modelo da Dallara que iguala o Sul-Americano aos principais campeonatos da categoria no mundo. “Sem precisar deixar o Brasil, vamos utilizar o que há de melhor”, aponta Leonardo Cordeiro, jovem promessa do automobilismo nacional que, por conta das novidades, decidiu permanecer mais uma temporada no país.

Comparado com o modelo 2001, utilizado até a temporada passada, o F309 é cerca de 15% mais eficiente, segundo os próprios técnicos da fabricante italiana. Como o trabalho de desenvolvimento foi iniciado há mais tempo pelas equipes européias, sabe-se que ele faz a curva 1 do autódromo de Valência a 220 km/h , enquanto a GP2, último degrau antes da F-1, faz a mesma curva a 200 km/h . “É um modelo com grande downforce, muito rápido em curvas de alta”, informa Leonardo, que já testou em Brasília o novo Dallara da Cesário Fórmula, a mais vitoriosa equipe da competição.

O representante do Vale do Paraíba acredita, no entanto, que os recordes do campeonato só começarão a ser batidos após um ou dois meses de treinamentos. “Estamos apenas iniciando um trabalho e conhecendo o novo carro. O antigo foi desenvolvido durante sete anos”, lembra Leonardo. Mesmo assim, o Sul-Americano deve seguir sendo considerado o mais veloz campeonato de F-3 do mundo, por conta do potente e resistente motor Berta. Outra novidade do evento é a F-3 Light, que vai utilizar os carros da temporada passada com a potência do motor reduzida e será uma categoria de acesso à principal disputa. Foto:Fernanda Freixosa