Reinaldo Varela e Marcos Macedo estão confirmados no Rally dos Sertões

4 de junho de 2009

Faltando apenas três semanas para a largada da 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões, mais uma dupla de expressão anuncia sua participação na principal prova de off-road do Brasil e uma das maiores do mundo. O piloto Reinaldo Varela (Mitsubishi/Pirelli/Blindarte), campeão mundial de Rally Cross Country em 2001, vai em busca de sua terceira vitória consecutiva na categoria Super Production Diesel, tendo pelo terceiro ano Marcos Macedo como seu navegador.

O Rally dos Sertões tem início no dia 23 de junho em Goiânia. Em 10 dias de competições cerca de 120 participantes irão percorrer 5.038 km do centro-oeste ao nordeste brasileiro, partindo da capital de Goiás e passando por outros seis estados até chegarem a Natal, no Rio Grande do Norte. Além de adversários de peso, como o espanhol Calos Sainz, bicampeão mundial de Rali, o Sertões é sempre marcado por um percurso que desafia os competidores. Este ano, com as distâncias recordes e com 2.888 km de especiais cronometradas, a competição será ainda mais difícil. “Este ano a prova vai ser mais longa e mais dura. Vai ser um teste de inteligência e concentração para chegar bem ao final”, aposta Marcão Macedo, que venceu as duas últimas edições com Varela.

O trecho mais difícil da prova deve ser no quarto dia, entre as cidades de Minuaçu (GO) e Palmas (TO). Será o maior percurso, com especial de 487 km e distância total de 762 km. Como as três primeiras etapas da competição são válidas pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, saber administrar a prova ficará ainda mais difícil. “Para nós o mais importante é o campeonato brasileiro. Vamos entrar para buscar a vitória no rali, mas o pensamento é primeiro em um bom resultado para a pontuação no brasileiro”, revela Varela, que ao lado de Marcão lidera o certame nacional de 2009 com 26 pontos, 13 a mais do que a dupla Luciano Lima/Neurivan Calado, os vice-líderes. “Por isso vamos ser forçados a andar mais forte nestas etapas iniciais. Temos que encontrar um ritmo que privilegie o começo sem comprometer o restante da prova”, comenta o piloto da Mitsubishi/Pirelli/Blindarte, que está em busca do pentacampeonato brasileiro. Ele foi campeão em 2000, 2002, 2006 e 2008.