Barrichello não se dá por vencido e ainda sonha com o título

6 de junho de 2009

Dezesseis pontos. Esta é a vantagem que separa o líder do campeonato, Jenson Button, de seu companheiro de Brawn GP, Rubens Barrichello, o segundo colocado. Apesar da diferença significativa, o brasileiro diz que não desistiu de sua principal ambição nesta temporada: conquistar o título mundial. “Essa é uma disputa saudável e eu espero conseguir meu melhor o tempo todo. Nas primeiras quatro corridas, o equilíbrio do carro favoreceu um pouco ao Jenson, mas com o novo pacote, acredito que consegui me recuperar”, avaliou o piloto.

“A decisão um pouco estranha em Barcelona me custou o primeiro lugar na qualificação e, depois, o problema que nós sabemos no pitstop”, lembrou o veterano, que, na ocasião, teve sua estratégia alterada, o que, no final, acabou favorecendo Button.

“Eu sonho em ser campeão. As pessoas podem dizer: ‘ele é louco porque seu companheiro de equipe venceu cinco corridas’. Mas tenho sorte de que o campeonato não é decidido pelo número de vitórias, porque, do contrário, eu diria que ele já é o campeão”, acrescentou o brasileiro.

No entanto, para continuar vivo no campeonato, Barrichello sabe que terá de vencer o quanto antes. “Eu não posso parar de dizer isso, mas ele nunca esteve tão longe assim e ele não está tão longe agora. É que ele venceu cinco corridas e eu não, por isso estou esperando por minhas próximas cinco vitórias”, completou. Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto