Incontestável: na Turquia, Button fatura sexta vitória na temporada

7 de junho de 2009

Não é preciso ter bola de cristal, nem, tampouco, qualquer dom sobrenatural para arriscar um palpite certeiro sobre os resultados da F-1 2009: no GP da Turquia, Jenson Button, mais uma vez, foi o vencedor. É bem verdade que, neste domingo, o piloto da Brawn GP contou com um erro de Sebastian Vettel, ainda na primeira volta, e assumiu a liderança de maneira inesperada. A partir daí, contudo, o inglês foi incontestável e não largou mais a primeira posição.

Com o resultado de hoje, Button chegou à expressiva marca de seis vitórias em sete corridas disputadas. Mais líder do que nunca, o piloto ostenta 61 pontos, contra 35 de Rubens Barrichello, o segundo colocado no campeonato.

A corrida

Rubens Barrichello esperava que o traçado limpo da terceira colocação lhe desse alguma vantagem na briga da largada no GP da Turquia. Não fosse por um problema em seu carro, isto poderia até ter acontecido. Mas o brasileiro praticamente parou na reta principal e caiu para a 12ª posição. Enquanto isso, na frente do grid, Sebastian Vettel manteve a liderança. No entanto, ainda na primeira volta, o piloto da Red Bull escapou, passeou pelo lado de fora da pista e cedeu facilmente a primeira posição a Jenson Button.

O inglês da Brawn GP, novamente, fez o seu papel: tratou de andar forte e abrir uma boa vantagem em relação ao jovem alemão. Já Barrichello brigava para ultrapassar Heikki Kovalainen, da McLaren. Um toque entre os dois, entretanto, acabou prejudicando o piloto da Brawn GP, que rodou e caiu para 17°. E, pelas circunstâncias da prova, o dia parecia não ser do veterano brasileiro: numa disputa com Adrian Sutil, da Force India, a asa de seu BGP001 foi seriamente danificada, obrigando-o a antecipar sua parada. Após o pitstop, Barrichello perdeu ritmo e ficou esquecido na parte de trás do grid.

Já no pelotão da frente, Vettel mudou sua estratégia e partiu para três paradas. Na primeira delas, o alemão voltou bem mais leve que os rivais: a intenção era encostar em Jenson Button, ganhar a primeira posição e abrir uma boa vantagem, o quanto antes. O piloto da Red Bull, de fato, tirou a vantagem, mas não conseguiu cumprir as outras etapas do plano. Com isso, Vettel teve de fazer um novo pitstop, que, além de diminuir suas chances de vitória, colocou em risco, também, o segundo lugar, assumido por seu companheiro de equipe, Mark Webber.

E o risco, realmente, se concretizou: já no final da corrida, apesar de ter diminuído a vantagem consideravelmente, o jovem alemão foi orientado a não tentar qualquer manobra que colocasse em risco a boa corrida da Red Bull. Com isso, a escuderia austríaca foi capaz de colocar seus dois carros no pódio: Webber em segundo e Vettel em terceiro lugar. Na outra ponta do grid, Barrichello, com problemas no carro e prestes a tomar uma volta de seu companheiro de time, Jenson Button, teve de abandonar a prova: esta foi a primeira vez, em toda a temporada, que um carro da Brawn GP não completou um Grande Prêmio.

O inglês, por outro lado, não teve quaisquer problemas para receber a bandeira quadriculada e faturar sua expressiva sexta vitória em sete corridas disputadas até agora. Mais uma vez, o domingo de F-1 é de Jenson Button, o homem a ser batido na temporada 2009.
1. Button Brawn GP-Mercedes (B) 1h26:24.848
2. Webber Red Bull-Renault (B) + 6.714
3. Vettel Red Bull-Renault (B) + 7.461
4. Trulli Toyota (B) + 27.843
5. Rosberg Williams-Toyota (B) + 31.539
6. Massa Ferrari (B) + 39.996
7. Kubica BMW Sauber (B) + 46.247
8. Glock Toyota (B) + 46.959
9. Raikkonen Ferrari (B) + 50.246
10. Alonso Renault (B) + 1:02.420
11. Heidfeld BMW Sauber (B) + 1:04.327
12. Nakajima Williams-Toyota (B) + 1:06.376
13. Hamilton McLaren-Mercedes (B) + 1:20.454
14. Kovalainen McLaren-Mercedes (B) + 1 v
15. Buemi Toro Rosso-Ferrari (B) + 1 v
16. Piquet Renault (B) + 1 v
17. Sutil Force India-Mercedes (B) + 1 v
18. Bourdais Toro Rosso-Ferrari (B) + 1 v

Fonte: F-1 na Web – Flávio Augusto