FOTA oferece meio termo para acabar com a crise na F-1

17 de junho de 2009

Nesta quarta-feira, a Associação de Equipes da Fórmula 1 (FOTA) enviou uma carta a FIA solicitando urgentemente um compromisso para a resolução da polêmica referente as novas regras, no intuito de evitar uma cisão no esporte. De acordo com a agência Reuters, as equipes se ofereceram a assinar uma versão própria do teto orçamentário, pedindo também uma prorrogação do prazo para a realização das inscrições até o dia 1 de julho, o que permitiria mais negociações e a assinatura de um novo acordo Concórdia.

“Chegou o momento quando, no interesse do esporte, todos temos que procurar um meio termo e trazer uma conclusão urgente ao prolongado debate sobre o campeonato de 2010”, afirma a carta. “Gostaríamos, portanto, fortemente, mas respeitosamente que vocês considerem estas propostas, evitando o abandono das maiores equipes da F-1”.

A FOTA também se comprometeu a assinar uma versão do teto orçamentário, ou o que eles chamam de “proposta de redução de recursos”, desde que ela seja administrada independentemente e se aplique a todos. Em trocas as escuderias aceitam o compromisso de ajudar os novos times fornecendo motores e assistência técnica.

“Nós detectamos… que uma possível solução pode ser encontrada baseando-se na proposta de redução de recursos da FOTA. Gostaríamos de propor a este respeito a nomeação de uma empresa de contabilistas independentes que irão elaborar uma metodologia a ser adotada por todas as equipes”. “Esta metodologia e resultados seriam apresentados a FIA. Não vemos razoes para que este sistema não seja aceito por todas as partes”, conclui a carta enviada pela FOTA. Fonte: F-1 na Web – Lucas Martins.