Seis mulheres disputam o Rally dos Sertões

18 de junho de 2009

Durante exatos 10 dias, seis corajosas mulheres deixarão a vaidade de lado para encarar um grande desafio: o 17º Rally Internacional dos Sertões. Mesmo com perfis variados, as pilotos Helena Deyama (49 anos) e Moara Sacilotti (29) e as navegadoras Joseane Koerich (38), Doris Van Hees (44), Roberlena Moraes (39) e Kika Braga (30) têm em comum a paixão pelo off-road.

Helena, que completa nesse ano uma década de Sertões, e Joseane formam a única dupla feminina do rally. As competidoras, apesar de já se conhecerem, andarão juntas pela primeira vez. “Acredito que o principal desafio não será a minha nova navegadora, porque sou muito tranqüila e nunca tive problema com nenhuma, mas sim o novo carro. Diferentemente do ano passado, quando corri com um Mitsubishi L200 RS a diesel, vamos encarar o Sertões com um carro menor e a álcool, o Mitsubishi Pajero TR4. E é isso que está me deixando mais nervosa. Estou muito feliz por completar 10 anos de Rally, mas cada ano é diferente e é sempre uma grande experiência para mim”, comentou Deyama.

A mais jovem, de moto – Moara, além de ser a mais jovem entre as mulheres, é motociclista e competirá com uma Yamaha WR 450 na categoria Production – válida pelo Mundial FIM (Federação Internacional de Motociclismo). A paulista, nascida em São José dos Campos, começou no esporte ainda criança, aos sete anos, por influência do pai, o ex-piloto Gilberto Sacilotti. Aos 18, a piloto estreou no Sertões, sendo a primeira representante do sexo feminino de sua categoria, e foi vítima de preconceito por ser uma jovem competindo contra muitos homens experientes (mesmo dentro de sua própria equipe havia uma aposta sobre quantos dias de prova ela suportaria). Moara sofreu um acidente no sétimo dos dez dias de corrida e, no tombo, fraturou o ombro. Mas contrariando a equipe médica ela continuou na prova e após cinco mil quilômetros de corrida, entre São Paulo e Natal, ela obteve uma grande vitória: completar o Rally dos Sertões pela primeira vez.

Tensão e brigas na disputa – Já as navegadoras Doris, Roberlene e Kika correm ao lado de seus maridos, o holandês Willem Van Hees, o paulista Marcelo Carqueijo, e o baiano Regis Braga Maia, respectivamente. Como é normal em uma disputa tão difícil e longa, elas também sofrem com o stress causado pelo desgaste físico e psicológico. Ambas disseram que a intimidade com as caras metades faz a parceria dar certo, mas afirmaram que as brigas são inevitáveis.

O Rally dos Sertões 2009 terá início no dia 23 de junho, em Goiânia (GO) e a chegada está marcada para o dia 03 de julho, em Natal (RN).