Heptacampeão, Gilson Scudeler retira-se do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade

23 de junho de 2009

Após investir oito anos na evolução e no profissionalismo da modalidade no Brasil e de ter conquistado sete títulos consecutivos nas categorias principais da competição, Gilson Scudeler anunciou na manhã desta segunda feira (22) sua retirada imediata do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O piloto paulista do Team Scud Racing considera que a estrutura atual do evento não atende mais ao padrão de profissionalismo observado nas últimas temporadas.

A decisão de não mais competir no Brasileiro de Motovelocidade foi tomada por Scudeler a partir da análise dos fatores envolvendo as diretrizes e caminhos seguidos pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), organizadora da competição, após a saída da Honda, principal patrocinador, e das condições apresentadas na etapa de abertura desta temporada, realizada nos dias 30 e 31 de maio no autódromo de Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

“O mesmo pacote que os promotores prometeram aos pilotos no inicio do ano foi o que eu anunciei às empresas que apoiam a equipe. Os promotores não cumpriram o que prometeram. Consequentemente, nós não teremos como cumprir o que prometemos aos nossos parceiros. Não acho justo para eles continuarem neste cenário”, justifica Scudeler, que tomou em conjunto com os patrocinadores a decisão de retirar sua equipe do Campeonato Brasileiro.

O piloto entende que, encerrando sua participação no campeonato, também preserva o relacionamento do Team Scud Racing com seus parceiros. “Nossos patrocinadores tiveram um bom retorno nos últimos anos. A equipe vai manter as atividades e os apoios conquistados em 2009, à espera de novas oportunidades. Eu ainda acredito que a motovelocidade brasileira pode atingir o nível de padrão e profissionalismo dos principais campeonatos internacionais”, encerra. Foto: Aldemir Donini