FIA e FOTA entram em acordo e evitam separação na Fórmula 1

24 de junho de 2009

A paz voltou a Fórmula 1 nesta quarta-feira, com Max Mosley, presidente da FIA, dissendo que não irá se candidatar a re-eleição, após garantir que um acordo foi acertado entre as equipes da Fórmula 1, que não mais criarão seu próprio campeonato em 2010.  De acordo com o site Autosport.com, Mosley, em conjunto com Bernie Ecclestone, chefe da F-1, e Luca di Montezemolo, presidente da Associação de Equipes (FOTA) realizaram uma série de reuniões durante a noite e nesta manhã para resolver a crise antes da audiência no Conselho Mundial do Esporte a Motor.

Como parte do acordo, Mosley aceitou não concorrer mais uma vez a presidência da FIA, apesar de ter afirmado que seria obrigado a fazê-lo, caso a ameaça de uma cisão no esporte prevalecesse. Acredita-se que os times optaram por não abandonar a F-1, assinando um novo acordo Concórdia até 2012. “Não haverá divisão”, disse Mosley. “Nós concordamos com a redução dos custos. Haverá apenas um campeonato de Fórmula 1, mas o objetivo é voltar, em dois anos, ao nível de gastos do começo dos anos 90″. Espera-se que a FIA divulgue a lista oficial com as equipes para 2010 ainda nesta quarta-feira. Fonte: F-1 na Web – Lucas Martins