Rally dos Sertões 2009: ProMacchina Rally acelera forte e mantém sua estratégia no primeiro dia decompetição

24 de junho de 2009

O primeiro dia de Rally dos Sertões foi marcado pela densa poeira e alta velocidade no trecho de 256 quilômetros da especial de abertura da competição. Para definir a ordem de largada do primeiro trecho em jogo, o prólogo realizado na noite de ontem determinou o posicionamento de largada para a especial de hoje e surpreendentemente não foram os carros “gringos” que reinaram nele. As L200 EvoProm2 da ProMacchina Rally deram um show na pista travada de Goiânia e fizeram frente aos carros da equipe Volkswagem com Fellipe Bibas/ Emerson Cavassim vencendo a rodada contra Maurício Neves/ Eduardo Bampi na pista do prólogo.

Na manhã de hoje, Fellipe/Cavassin largou em terceiro e Ximenes/ Eller em quinto. Na pista, 256 quilômetros entre largada e chegada, mostram que o sertões não faz especial de aquecimento, pelo contrário para ganhar ritmo de prova é preciso acelerar forte, sem medo de errar. O trecho do dia aconteceu com largada de Goiânia rumo a Santa Helena, pequeno polo industrial situado a 200 km da capital goiana. Foi um dia de especial muito técnica com trechos de média e alta velocidade e várias lombas. O percurso foi perfeito para quem pisa forte e não tem medo de errar, já que a navegação complicou a vida de algumas duplas com informações que pediam aos navegadores total concentração para garantir o caminho.

Assim que os carros largaram na especial, Bibas/Cavassin acompanhou o rítmo dos dois primeiros colocados, mas logo percebeu que estava com pouco freio. Por volta do km 96, Carlos Sainz assumiu o 1º posto seguido por Maurício Neves. Jean Azevedo caiu para a 3ª colocação e Felipe ficou em 4º. Mais adiante, os três primeiros carros se perderam na especial e Bibas/Cavassin assumiu a ponta, mas 2 km depois, os ponteiros encostaram e Bibas abriu passagem porque estava com problemas nos freios. “Nós andamos rápido, mas cuidamos do carro. O rali começou hoje, então buscamos uma tocada mais conservadora para não prejudicarmos a nossa briga pela vitória na categoria Protótipo que é o maior objetivo neste ano”, contou Bibas.

Para Riamburgo Ximenes, um dos pilotos mais experiêntes na disputa, a etapa de hoje serviu para avaliar seus concorrentes e estabelecer suas estratégias. “Nós andamos rápido para pegar o rítimo da prova e como largamos entre os cinco primeiros colocados, estudamos o ritmo de prova dos adversários para podermos adotar a melhor forma de trabalhar daqui para frente”, analisou Riamburgo. Para o navegador Stanger Eller, a melhor forma de chegar ao final da competição e obter êxito é saber lidar com os vários fatores que aparecem ao longo da disputa. “O Sertões é uma prova longa, não podemos arriscar tudo logo nas primeiras especiais, por isso andamos muito focados e mantivemos um rítmo forte, porém totalmente conservador”, concluiu.