Rally dos Sertões 2009: Riamburgo Ximenes/Stanger Eller foi a melhor dupla brasileira do dia depois de conquistar a 3ª colocação na classificação geral

25 de junho de 2009

Depois da etapa de hoje, podemos dizer que o Rally dos Sertões começou para valer. Diferente do primeiro dia de prova, os 334 quilômetros de trecho cronometrado foi bastante travado, poeirento e cheio de obstáculos e lombas. Os competidores desceram a Serra do Caipó e depois subiram e desceram a Serra Dourada. O dia exigiu muita atenção tanto do piloto quanto do navegador, principalmente para superar as inúmeras curvas de nível que compuseram o percurso. Riamburgo Ximenes/Stanger Eller foi a melhor dupla brasileira do dia e assumiu a liderança da categoria Protótipo. Eles completaram a especial em 4h27min35s9, atrás apenas dos dois Touareg`s da VW Race, ocupados por Carlos Sainz/Lucas Cruz e Nasser Al Attiyah/ Timo Gottschalk, respectivamente.

“A especial de hoje foi delíciosa! Eu sou um apaixonado pelo verdadeiro rali cross country e hoje nós experimentamos 334 km de pura diversão! Teve de tudo, do trial a alta velocidade. Com 60 km de prova ultrapassamos o Romeu Franciosi. Quando faltavam 80 km para a chegada alcançamos o Jean, que largou quatro minutos na nossa frente. Como ele vinha também numa balada forte, acabamos andando colados porque havia muita poeira no trecho. O piso com aquele pó, tipo talco, é sempre muito difícil para ultrapassar, temos de ter certeza que vale o risco. Em resumo, hoje o dia foi de pura diversão. Como bonus, ainda ganhamos a liderança da categoria Protótipos”, festejou Ximenes.

“Esta foi a especial mais perfeita que já fizemos em três anos de parceria. Não cometemos erros, carro perfeito, sem dúvidas andamos muuuitooooo! , comemorou o navegador Stanger Eller.

Mas, infelizmente o dia não foi apenas de alegria para a equipe ProMacchina. A dupla Felipe Bibas/Emerson Cavassin enfrentou sérios problemas com os freios de sua EvoProm e perdeu tempo na especial. ” Perdemos o freio traseiro no km 40 da especial, o que nos obrigou a diminuir o ritmo de prova e tirar o pé. Mesmo assim acabamos perdendo, em seguida, o diferencial dianteiro. Ainda bem que conseguimos completar a especial de hoje sem fofertar. Para amanhã, faremos uma prova de recuperação”, explicou Fellipe ao chegar agora a pouco ao apoio da equipe ProMacchina.

Para amanhã pilotos e navegadores vão encarar a terceira etapa do Raly Internacional dos Sertões, que também acontecerá dentro do Estado de Goiàs. Os competidores enfrentaram 636 km de deslocamento total até a cidade de Minaçu, sendo que 393 km serão de trechos cronometrados. Tudo indica que será mais um dia duro para os participantes, já que o percurso será bastante travado e de muita navegação.