Sertões 2009: Paulo Pichini busca mesmo rítmo de prova do final do Dakar

25 de junho de 2009

Ao longo dos 327 quilômetros percorridos no dia de hoje, a dupla formada pelo empresário Paulo Pichini e o navegador Lourival Roldan buscou dar continuidade ao trabalho iniciado no começo do ano, durante a disputa do Rally Dakar. A equipe Getronics/ Webmotors conquistou a 25ª colocação no Prólogo e acabou perdendo uma posição na disputa de hoje entre as cidades de Goiânia (GO) e Santa Helena (GO), mas segue em 16º na classificação da categoria Protótipo.

Para Pichini, ele ainda não conseguiu acelerar hoje no mesmo rítmo que acelerou nos últimos dias do Dakar. “A prova estava ótima. O trecho cronometrado de 256 quilômetros era liso e bastante rápido, mas percebi que minha tocada está, digamos, meio enferrujada. Desde janeiro venho cuidando do meu lado piloto. Dei continuidade a preparação física e busquei desenvolver o melhor equipamento, mas devido aos compromissos da minha vida de empresário, não consegui treinar o suficiente. Até amanhã desligarei o Paulo empresário e ligarei o Paulo piloto. Acho que na segunda etapa já estarei em uma sintonia melhor com o conjunto carro e navegador”, contou o piloto.

A dupla está concentrada em finalizar a 17ª Edição do Rally Internacional dos Sertões entre os dez primeiros colocados e para isso, sabe que é preciso foco e determinação. ” Este rali tem 90% de trechos inéditos e, segundo a organização, encontraremos dias difíceis pela frente. Queromos atingir nosso objetivo, então vamos fazer tudo o que for preciso para andar rápido, com regularidade e atenção, pois quem erra menos chega na frente no Sertões”, concluiu. Amanhã o dia será mais puxado. Os competidores enfrentaram duas serras: a do Caipó e a Serra Dourada. Será uma especial de 469 quilômetros e 334 de trecho cronometrado que exigirá atenção total do navegador e destreza do piloto.