Marcos Gomes vence, mas Cacá Bueno assume a liderança do campeonato

5 de julho de 2009

Marcos Gomes, da Dolly-Action Power (Chevrolet), brilhou mais uma vez no circuito paulistano e cruzou a linha de chegada em primeiro, com o tempo de 51min27seg257 na quinta etapa da Copa Nextel Stock Car. Foi a quarta vitória do piloto paulista na pista de Interlagos. Em segundo ficou Luciano Burti da Boettger Competições (Chevrolet). Átila Abreu da AMG Motorsport (Chevrolet), terminou em terceiro, sendo penalizado com 20 segundos e caindo para a 12ª posição. Melhor para Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), que subiu para o terceiro lugar e ratificou a liderança do campeonato, agora com 65 pontos. A principal categoria do automobilismo brasileiro segue para Salvador, onde em 9 de agosto fará a sexta etapa da temporada, a metade das 12 programadas. Será a primeira prova em circuito de rua da modalidade e a segunda no Nordeste.

A quinta etapa foi marcada por disputas acirradas, duelos emocionantes pelas posições, alguns toques. O mau tempo não se confirmou, tanto que às 11h, no momento da largada, o céu estava aberto e o sol apareceu em São Paulo. Emoções não faltaram desde as primeiras voltas. Melhor para o público, estimado em 36 mil pessoas, que pode acompanhar todas essas ‘brigas’.

Ricardo Maurício (foto) da Eurofarma RC (Chevrolet) e Thiago Camilo, da Ipiranga Vogel Motorsport (Chevrolet), foram os responsáveis por duelos acirrados pela liderança. Com a entrada do Safety Car, na volta 7, motivada pelo acidente envolvendo Betinho Gresse, Nono Figueiredo e Xandinho Negrão, Thiago perdeu a liderança que havia conquistado quatro voltas antes. Na relargada, na volta 9, Ricardo Mauricio voltou a atacar e saiu na frente, quando Thiago Camilo teve problemas com a roda traseira esquerda e abandonou a prova.

Marcos Gomes fez uma corrida equilibrada e soube aproveitar as oportunidades que teve durante a corrida. Sempre entre os cinco primeiros, o piloto paulista melhorou seu desempenho depois do pit stop de reabastecimento, na volta 14. Ricardo Mauricio e Átila Abreu marcaram um duelo emocionante pela terceira posição, quando faltavam apenas duas voltas para o fim, Átila pressionou e conseguiu a ultrapassagem por fora, tocando em Ricardinho, que perdeu quatro posições caindo de terceiro para sétimo. Com a penalização de Átila Abreu, Ricardinho terminou em sexto.

Cacá Bueno foi um dos destaques da prova. Depois de inúmeros problemas e duas paradas no box, o bicampeão conseguiu terminar as 29 voltas na quarta colocação e ainda herdou o terceiro posto após a penalização de Átila Abreu 20 segundos por atitude antidesportiva. Com isso, Cacá ainda assumiu a ponta da competição, com 65 pontos, seguido por Max Wilson, da Eurofarma RC (Chevrolet), com 53; e Antônio Pizzonia, da Amir Nasr Racing (Peugeot), com 51.

Os dez mais bem colocados na Copa Nextel Stock Car após a quinta etapa são os seguintes: 1) Cacá Bueno  (foto) (RJ), 65; 2) Max Wilson (SP), 53; 3) Antonio Pizzonia (AM), 51; 4) Valdeno Brito (PB), 49; 5) Marcos Gomes (SP), Ricardo Maurício (SP) e Átila Abreu (SP), 45; 8 Allam Khodair (SP), 39; 9) Paulo Salustiano (SP), 36; 10) Luciano Burti (SP) 34.

Especialista no circuito paulista, onde venceu em quatro das últimas seis provas, Marcos Gomes (foto esquerda) disse que o resultado de hoje se deu pelo bom trabalho da equipe no pit stop e à energia positiva do circuito paulista. “Não tenho como descrever o trabalho excepcional da minha equipe, principalmente no pit stop, momento decisivo para a minha vitória. Estou muito contente, afinal, é minha quarta vitória entre as seis etapas disputadas em São Paulo. Interlagos me traz boas energias e é uma oportunidade para testar mais o meu carro e meu desempenho”, enfatizou o vencedor.

Para Burti, garantir o segundo lugar no pódio já foi uma vitória. “Largar em 15º e chegar em segundo foi uma vitória e tanto. Minha equipe foi sensacional e meu carro não só rendeu, como também teve um desempenho forte. Confesso que larguei sem muita expectativa, mas esperançoso, pois durante a corrida, meu carro impõe um bom ritmo. Estou confiante e vou brigar por resultados. Preciso muito, ainda mais pela dificuldade que tenho enfrentado para classificar bem, por problemas mecânicos e de performance”, afirmou o piloto, que está cada vez mais perto da Super Final.