Equipe Reijers celebra parceria com a Ford

7 de julho de 2009

Depois de um ano e meio de dedicação, a Reijers Rally Team subiu ao pódio do Rally dos Sertões – o maior rali cross-country da América Latina. O evento aconteceu entre os dias 23 de junho e 3 de julho, e percorreu 5.045 quilômetros, entre Goiânia, GO, e Natal, RN. Fizeram parte do roteiro os estados do Tocantins, Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Durante os dez dias de prova, o piloto Roberto Reijers e o navegador Rogério Almeida foram os protagonistas de um feito espetacular, e colocaram em destaque uma marca/modelo que, no rali, ainda estava no anonimato. Para isso, a dupla adotou a estratégia de manter-se entre os dez primeiros colocados em cada etapa, aumentar o ritmo de corrida a partir da fase Maratona e, com isso, ganhar posições dia após dia. ”Nossa Ranger correspondeu muito bem. Enfrentou todos os tipos de terrenos e superou os obstáculos mais difíceis sem nenhuma quebra. Não tivemos problemas mecânicos muito sérios, tanto que conseguimos contorná-los sem prejudicar o desempenho na corrida”, esclareceu Almeida.

Reijers e Almeida subiram ao pódio do Rally dos Sertões como vicecampeões da categoria Protótipos – a mais disputada do certame – e também na 4ª posição da Geral, tendo a frente apenas dois dos três carros da equipe oficial da Volkswagen e um da Mitsubishi.

Esta Ford Ranger está equipada com o potente motor International MWM 3.0, que esbanja vigor em retomadas de velocidades e mostrou-se bastante confiável em todas as situações encontradas. (Este é o mesmo propulsor das picapes produzidas em série pela montadora).

O veículo também foi adaptado com itens de segurança, conforme manda o regulamento da competição. Possui gaiola em aço para reforçar toda a estrutura do carro, protegendo os ocupantes no caso de colisões e capotagens. Também tem um sistema antichamas para proteção a incêndios, bancos especiais para competição (os chamados bancos concha) com cintos de segurança de cinco pontos etc.