Lucas é segundo e dica a apenas seis pontos de desvantagem para o vice-líder Romain Grosjean

25 de julho de 2009

Lucas Di Grassi (Eurobike/Schioppa) somou mais oito pontos no Campeonato Mundial de Fórmula GP2 ao terminar na segunda posição a corrida disputada neste sábado em Hungaroring, na Hungria. A vitória ficou com o alemão Nico Hulkenberg, da ART Grand Prix, que se aproveitou do fato de o carro do brasileiro ainda estar com pneus frios para superá-lo após a parada obrigatória de pit stops, na 12ª volta. O espanhol Javier Villa, da Super Nova, fechou os três primeiros.

“Saí dos boxes com os pneus frios, e por isso o Hulkenberg me ultrapassou. E, como ficou evidente depois, meu carro não estava bom o suficiente para acompanhar o ritmo dele após a parada de box. A diferença era muito grande”, disse Lucas. Ao final da prova, Hulkenberg chegou a abrir 15 segundos de vantagem para Di Grassi. “A ART deve ter descoberto alguma coisa no acerto do carro e desde a Alemanha eles estão muito fortes, como estava a Addax (time do vice-líder Romain Grosjean) no começo do ano. Tanto foi que o (alemão Nico) Hulkenberg fez a melhor volta da corrida a duas do final, algo que jamais ocorreria normalmente”, comparou o brasileiro, referindo-se ao fato de os pneus de todos os carros chegarem desgastados no final das provas, inviabilizando tentativas de cravar a melhor volta da corrida.

Com o resultado, Di Grassi se mantém na quarta posição da tabela, mas agora já soma 36 pontos. O piloto brasileiro da Racing Engineering se aproxima do vice-líder Romain Grosjean, da Addax, que tem 42 pontos, um a mais que o terceiro colocado e seu companheiro de equipe, o russo Vitaly Petrov. Hulkenberg lidera com 57 pontos.

“Terminar o sábado com dez pontos no bolso (oito pelo segundo lugar, mais dois pela pole position conquistada na sexta) é satisfatório, mas precisamos melhorar, conquistar bons resultados com mais freqüência”, alertou o piloto apoiado pela rede de concessionárias de automóveis de alto padrão Eurobike e pela metalúrgica Schioppa. “Fiz o possível, a largada foi muito boa andei no limite a corrida inteira. Tomara que amanhã seja melhor”, disse o piloto, que com a inversão dos oito primeiros colocados no grid, largará da sétima posição. A corrida de amanhã começa às 5h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo pelo canal a cabo SporTV2.