Jaime Melo comemora a vitória na classe GT2 das 24 Horas de Spa-Francorchamps

27 de julho de 2009

A temporada de 2009 tem sido das mais positivas para Jaime Melo na disputa de provas de longa duração. Depois de conquistar as 12 Horas de Sebring e as 24 Horas de Le Mans, o piloto brasileiro da Ferrari voltou a comemorar neste domingo (26) o primeiro lugar em uma das provas de endurance mais tradicionais do automobilismo mundial. Ele conquistou pela primeira vez em sua carreira as 24 Horas de Spa-Francorchamps, na Bélgica, pela classe GT2.

Melo revezou a pilotagem da Ferrari F430 da italiana AF Corse – equipe pela qual foi campeão do Mundial FIA GT em 2006 – com o argentino Luis Peres Companc, o finlandês Toni Vilander e o italiano Gianmaria Bruni. O quarteto ficou com o quarto lugar na classificação geral da prova, que teve 39 carros no grid e foi vencida pelos holandeses Mike Hezemans e Jos Mentem e pelos belgas Anthony Kumpen e Kurt Mollekens, com um Corvette Z06 da classe GT1.

“É difícil chegar ao fim de uma corrida de 24 horas sem enfrentar nenhum problemas, mas foi isso que aconteceu com a gente hoje aqui. É fantástico, fazia tempo que eu estava perseguindo esta vitória, agora ela veio”, comemorou o piloto brasileiro. “Nossa estratégia foi bem estipulada, foi eficiente. De noite, houve muita variação do clima, chovia e parava, nossa equipe fez a escolha correta de pneus em todos os momentos. Foi tudo perfeito, 100%”, disse.

Melo foi quem mais pilotou o carro da AF Corse durante a corrida, mais de oito horas. Foi ele quem recebeu a bandeirada da vitória, tendo permanecido na pista nos 95 minutos finais da disputa. “Nós estipulamos turnos de uma hora para cada piloto. Quando abrimos três voltas de vantagem sobre o segundo carro da GT2, graças à boa estratégia da AF Corse, passamos a poupar o carro e isso foi importante, também, para que tudo corresse bem”, comentou.

Com a vitória na prova, que valeu pela quarta etapa do Mundial FIA GT, a AF Corse assumiu a liderança do campeonato na classe GT2, da qual toma parte com Bruni e Vilander. “Foi muito importante também termos ajudado o Gianmaria e o Toni a assumirem a liderança. Tem sido um grande ano para mim, venci três provas importantes. Agora, vamos retomar a dedicação à American Le Mans Series, precisamos de algumas vitórias lá, também”, encerrou. Fotos: DPPI