Europeu de Fórmula 3: Prova confusa em Oschersleben

2 de agosto de 2009

A quinta rodada dupla do Campeonato Europeu de Fórmula 3 chegou ao fim neste domingo (2), com a disputa da segunda corrida de Oschersleben, na Alemanha. Após uma corrida polêmica, em que quase todos os pilotos foram punidos pela direção de prova, chegou ao final a décima etapa do Campeonato Europeu de Fórmula 3, disputada neste domingo (2) em Oschersleben, Alemanha. O piloto da casa, Christian Vietoris, ficou com a vitória, seguido por Stefano Coletti e Mika Mäki. O brasileiro Tiago Geronimi largou no pelotão intermediário e enfrentou dificuldades para melhorar sua colocação no encerramento da rodada.

Uma mudança na embreagem atrapalhou seu começo de prova. “Mudamos o pedal de embreagem para a corrida e encontrei um pouco de dificuldade na largada, por isso perdi quatro posições, mas consegui recuperá-las durante a prova”, declara. Como era previsto, a disputa deste domingo seria ainda mais dura do que a anterior. “Sabia que ultrapassar o pessoal que estava na minha frente hoje seria um pouco mais difícil do que ontem, ainda mais quando perdi as posições na largada”, acrescenta.

Após a bandeira quadriculada, a direção de prova alterou o resultado obtido na pista e aplicou uma punição de 30 segundo em 21 pilotos do grid. A alteração se deve ao fato de os pilotos terem baixado suas parciais enquanto a bandeira amarela era agitada, após o acidente com Christopher Zanella na segunda volta. Devido à punição, Vietoris se saiu como vencedor, mesmo cruzando a linha de chegada na sétima posição. “Nos reunimos com a direção de prova após a corrida. Quase todos os pilotos foram penalizados, exceto o sétimo colocado, que acabou vencendo. Eles alegaram que baixamos os tempos em bandeira amarela. Não concordamos com esse acréscimo de 30 segundos, mas não pudemos fazer mais nada”, conta o piloto da equipe Signature.

Já o brasileiro Pedro Enrique, da equipe Manor Racing, terminou a etapa na 20ª colocação. O traçado com poucos pontos de ultrapassagens não permitiu uma evolução maior do piloto paulista. “Na Fórmula 3 não se pode fazer muita coisa quando se larga no pelotão de trás, pois é muito difícil realizar ultrapassagens. Na prova de hoje, mesmo mais rápido que o pelotão que estava em minha frente, não consegui superá-los”, destaca o competidor. Em uma corrida marcada pela confusão, o monegasco Stefano Coletti cruzou a linha de chegada em primeiro lugar, seguido pelo finlandês Mika Mäki e o britânico Alexander Sims, mas após o término da corrida, 21 pilotos foram punidos em 30 segundos por baixarem o tempo das suas parciais sob bandeira amarela, entre eles Pedro Enrique. Com isso, quem se beneficiou foi o alemão Vietoris, que por não ter melhorando seu tempo na volta com bandeira amarela se sagrou vencedor, mesmo cruzando a linha de chegada em sétimo. “Acabamos fazendo um setor rápido, mesmo com bandeira amarela, pois era início de corrida. Acredito que faltou comunicação entre a direção de prova e os pilotos”, explica Pedro.

A próxima rodada da competição acontece nos dias 15 e 16 de agosto em Nurburgring, novamente na Alemanha.