Conheça mais sobre o vencedor dos 500 km de São Paulo

5 de agosto de 2009

A Ferrari tem uma longa tradição de fazer supercarros. Fundada em 1947 por Enzo Ferrari, a marca do “Cavallino Rampante” se tornou sinônimo de velocidade, vitórias e, acima de tudo, desejo. Desde 2007 os modelos F430 já competem no Itaipava GT3 Brasil, mas em junho deste ano a FIA homologou mais um modelo preparado para as pistas pela fábrica italiana: o Ferrari Scuderia, que também já compete na GT3 brasileira.

O Scuderia é uma variação do F430, lançado em 2004, porém, com mudanças substanciais de motorização, câmbio e parte aerodinâmica. O modelo, que venceu no último domingo a tradicional prova 500 Km de São Paulo, tem como marca registrada a agressividade. Tanto que sua apresentação, no Salão de Frankfurt de 2007, mereceu a presença de Michael Schumacher como garoto-propaganda.

Na versão de pista, um motor V8 com ângulo de 90° de 4,5l gera 550 cavalos de potência, que leva o Scuderia a atingir velocidades superiores aos 320 km/h – na verdade, todos os supercarros do Itaipava GT3 Brasil andam em torno dessa marca. O bloco de 4.500 cm³ tem torque maior e melhor distribuído do que o de 4.700 cm³ dos modelos F430 anteriores, permitindo uma melhor retomada de velocidade, principalmente nas saídas de curva. Feito principalmente de alumínio e fibra de carbono, o Scuderia pesa 1230 kg.

O novo bólido também tem uma série de apêndices aerodinâmicos estudados em túnel de vento para melhorar sua performance aerodinâmica. O assoalho dianteiro e o difusor traseiro também foram significativamente alterados. A principal mudança, no entanto, foi no assoalho central, que passou a ser plano melhorando o fluxo do ar sob sua carroceria. Pequenas modificações foram feitas nos paralamas e parachoques para acompanhar as novidades do novo assoalho.

Desde que chegou ao Brasil o Ferrari Scuderia tem vencido competições, sempre pilotado pela dupla Francisco Longo e Daniel Serra. A primeira vitória veio na corrida de estréia do GT Masters, disputado em Londrina, no Paraná, em 25 de julho. A segunda conquista aconteceu no último domingo nos 500 km de São Paulo, depois de uma disputa acirrada com o Porsche GT2 de Max Wilson, Marcel Visconde e Nono Figueiredo. Fotos:Luca Bassani.

Confira a ficha-técnica do Ferrari Scuderia:

Dimensões
Comprimento – 4.512 mm
Largura – 1.923 mm
Altura – 1.199 mm
Distância entreeixos – 2.600 mm
Bitola dianteira – 1.669 mm
Bitola traseira – 1.616 mm
Peso em ordem de marcha – 1.230 kg

Motor
Número de cilindros – V8 de 90°
Diâmetro e curso – 94 x 81 mm
Capacidade cúbica – 4.500 cm³
Taxa de compressão – 12,6:1
Potência máxima – 550 cv

Desempenho
Velocidade máxima – acima de 320 km/h
0 – 100 km/h – menos de 3,6 s
0 – 200 km/h – menos de 11,6 s
0 – 1.000 m – 20,9 s