Stock Jr: Fábio Fogaça é o segundo em Salvador

7 de agosto de 2009

Já começou o GP Bahia da Stock Car, a primeira prova de rua da história da categoria. E os jovens competidores da Stock Jr., que disputam a quinta etapa da competição Salvador, tiveram a primazia de estrear o circuito de rua da capital baiana. O paranaense Pedro Boesel foi o mais rápido dos primeiros treinos livres desta sexta-feira (07/08), com o tempo de 1min25s379, seguido pelo sorocabano Fábio Fogaça (Braspress/Feeder/Consórcio Case/Emee/Beta), que ficou a menos de dois décimos de distância. “Estou bastante animado com esse início. Ainda é preciso esperar o restante do fim de semana, mas parece que estou bem e competitivo. Eu peguei rápido a mão da pista”, afirma Fogacinha. A corrida é no domingo (09/08), às 12h45.

Apesar de ter ficado com a segunda colocação, Fábio Fogaça tem motivos de sobra para comemorar. Quando anotou a volta mais rápida, Boesel cortou uma das duas chicanes de pneus que foram colocadas pela organização no traçado de 2.774 metros . “Está sendo muito bacana. Estou gostando do clima aqui no circuito, do povo baiano. Já tem bastante gente acompanhando”, explica o vice-líder do certame, que busca sua primeira vitória na temporada. Líder do campeonato, o paulista João Marcelo foi o sétimo no último treino livre do dia.

Mesmo mantendo sua preferência por autódromos permanentes, o titular da Braspress/Feeder/Consórcio Case/Emee/Beta gostou da pista de Salvador. “É uma pista muito boa, valeu a pena todo o esforço que foi feito para que essa corrida saísse”, conta. Após conhecer o circuito, Fogacinha reitera que um bom desempenho na definição do grid de largada deste sábado (08/08) será primordial para brigar pela vitória. “Eu acho que quem largar em primeiro vai ganhar a corrida. É extremamente difícil fazer ultrapassagens, mesmo para os carros menores da Stock Jr.”, comenta.

Fogacinha também aposta numa corrida acidentada. “Durante a prova, conforme os freios vão esquentando, eles perdem a eficiência. Como nós andamos muito juntos, fica fácil os carros rodarem e se acertarem nas freadas mais fortes”, acredita. Ele também avisa que quem andar fora do trilho vai ter dificuldades. “Além de buscar a pole, vou ter que ter cuidado para permanecer sempre no trilho que está se formando. Quem sair vai perder muita aderência e aí roda e escapa mesmo”, completa. Foto:Sérgio Sanderson.