Pick-up Racing faz primeira corrida de nova fase no Rio

13 de agosto de 2009

Pela primeira vez desde que passou a integrar o circo da Stock Car, a Pick-up Racing correrá no Rio de Janeiro. O campeonato das picapes disputará sua quarta etapa no mutilado circuito de Jacarepaguá no próximo dia 20 de setembro, junto com a Copa Nextel, a Copa Vicar e a Stock Jr.

A última visita da Pick-up ao Rio foi no ano de 2007, quando os pilotos ainda competiam com picapes “de verdade” e o circuito havia acabado de sofrer uma mutilação de meio traçado para algumas instalações dos Jogos Pan-americanos, disputados na época.

“Os benefícios que o circuito do Rio podia nos oferecer hoje não existem mais”, afirma Marcello Ferreira, chefe da M4T. “Não existe uma grande estrutura para abrigar a família toda da Stock. Mas, apesar disso, ainda tem um certo charme, por sempre estar cheio de celebridades e ser na Cidade Maravilhosa”.

Para muitos pilotos, será uma nova estreia, já que a categoria não competiu em Jacarepaguá no ano passado e poucos já participaram de provas lá em outras categorias. “Sou um dos que nunca corri lá”, disse Rafael Iserhard  (foto) (Charrua). “Mas o Marcello disse que tem um bom acerto, então não vou tão preocupado, assim.”

Marcello, por sua vez, descreve o autódromo onde já competiu no pit wall de categorias como a Stock Car, Copa Vicar e F-Renault, entre outras. “Será um novo desafio e o Rafael não conhece o traçado, mas, com tudo o que conheço de lá, sei que vai ser fácil para ele se acostumar”.

“É uma pista com curvas de media e baixa velocidade, onde existem dois pontos seguros de ultrapassagem. O maior problema é sempre o calor, que provoca uma mudança constante do acerto do carro durante o fim de semana”, completou.

Para Iserhard, uma boa estreia no Rio significa um grande passo para manter-se vivo na briga pelo campeonato. Na última etapa, em Interlagos, Iserhard largou em sexto e se envolveu em um acidente com Dudu Massa e Douglas Soares a cinco voltas do fim. “Espero ter mais sorte, classificar melhor para sair à frente e escapar das confusões. Assim, pretendo recuperar as três posições que perdi na tabela”, encerrou o gaúcho, que desceu de vice para quinto na tabela, com 30 pontos computados.

Classificação da Pick-up Racing após quatro etapas: 1. Julio Campos, 51 pontos; 2. Fabricio Lançoni, 42; 3. Thiago Riberi e Rodrigo Navarro, 41; 5. Rafael Iserhard, 30; 6. Cadú Pasetti, 28; 7. Sérgio Ramalho, 26; 8. Aluizio Coelho, 22; 9. Fulvio Marote e Carlos Kray, 18; 11º. Andersom Toso, 17; 12. Fabio Fogaça e Dudu Massa, 14; 14. João Pretto, 11; 15. João Ometto Neto, 9. Fotos:Fernanda Freixosa e Vanderley Soares.