Centésima vitória brasilera na F-1 é de Barrichello

23 de agosto de 2009

Uma corrida para não ser esquecida jamais. Era esse o sentimento do piloto brasileiro Rubens Barrichello ao cruzar em primeiro a linha de chegada do circuito de rua em Valência, onde foi disputado o Grande Prêmio da Europa, neste domingo (23).

Com a conquista Rubens escreve definitivamente seu nome na história do automobilismo brasileiro, como vencedor da 100ª vitória brasileira na Fórmula Um e a 10ª de sua carreira na categoria. Barrichello andou sempre entre os primeiros e à frente de seu companheiro na Brawn GP durante todo o final de semana.

Largando em terceiro e com mais gasolina que as McLaren à sua frente, Rubens imprimiu forte ritmo durante toda a corrida e, no primeiro pit stop, ganhou o segundo lugar de Kovalainem. Com Lewis Hamilton em primeiro, o brasileiro manteve a estratégia chegando a fazer a melhor volta da corrida àquela altura.

Na segunda sessão de pit stops Hamilton perdeu a liderança após sua equipe se atrapalhar na troca dos pneus dianteiros de sua McLaren, perdendo a posição para o brasileiro, que administrou a vantagem até o final, quebrando assim um jejum de vitórias de quase cinco anos. Sua última vitória havia acontecido no dia 26 de setembro de 2004, no GP da China, quando pilotava pela Ferrari. Além disso, um brasileiro não ocupava o lugar mais alto do pódio desde o GP do Brasil, no dia 2 de novembro de 2008 vencido por Felipe Massa a quem homenageou com uma pintura em seu capacete.

Por falar em Massa, que se recupera do acidente sofrido na Hungria, declarou ter torcido pelo seu amigo e se disse feliz com o resultado. “Acho que a vitória foi sensacional, torci muito pelo Rubinho, estou muito feliz por ele pois foi conquistada com muita garra e vontade de vencer”, afirmou Felipe durante o programa Esporte Espetacular, da Rede Globo de Televisão.

Barrichello assumiu a segunda colocação do campeonato de pilotos com 54 pontos e diminuiu a diferença em relação a Jenson Button. O inglês foi sétimo colocado e está com 72 pontos. Os dois carros da  Red Bull decepcionaram. Sebastian Vettel não pontuou e Mark Webber ficou em nono ocupando a terceira posição com 51,5 pontos e Vettel em quarto com 47. Foto:Brawn GP/Divulgação.

Veja a classificação final do GP da Europa de Fórmula 1:
1. Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP)
2. Lewis Hamilton (ING/McLaren)
3. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
4. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)
5. Nico Rosberg (ALE/Williams)
6. Fernando Alonso (ESP/Renault)
7. Jenson Button (ING/Brawn GP)
8. Robert Kubica (POL/BMW Sauber)
9. Mark Webber (AUS/Red Bull)
10. Adrian Sutil (ALE/Force India)
11. Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber)
12. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India)
13. Jarno Trulli (ITA/Toyota)
14. Timo Glock (ALE/Toyota)
15. Romain Grosjean (FRA/Renault)
16. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)
17. Luca Badoer (ITA/Ferrari)
18. Kazuki Nakajima (JAP/Williams)
Não completaram
19. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
20. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)