Álvaro Parente larga em oitavo lugar na primeira corrida de Superliga, em Estoril

5 de setembro de 2009

Sem nunca ter rodado no carro da categoria, o guardião das cores do Futebol Clube de Porto  mostrou o seu valor, rodando sempre entre os mais rápidos, apesar de não ter realizado qualquer volta na primeira sessão de treinos-livres, por conta de uma peça de lastro se ter soltado.

Na qualificação, Álvaro Parente impôs o seu talento, realizando a melhor marca da sua série – e a melhor de toda a qualificação – passando aos oitavos-de-final. No entanto, o carro do Futebol Clube do Porto não conseguiu tempo para a parte final da classificação, ficando com a oitava posição do grid de largada. “Partir de oitavo não é muito mau, mas este é um campeonato que não conheço e, portanto, é muito complicado apontar resultados. Vou dar o meu melhor e lutar para poder oferecer ao Futebol Clube do Porto um bom resultado. Vamos ver como corre”, sublinhou o jovem piloto de vinte e quatro anos que, há uma semana atrás, venceu a corrida principal de GP2 do programa do Grande Prémio de Fórmula 1 da Bélgica. Foto:Divulgação.