"Nelsinho não merece a F-1", dispara Barrichello

11 de setembro de 2009

Único representante brasileiro a disputar o Grande Prêmio de Monza de Fórmula Um, neste domingo (13), O piloto Rubens Barrichello não escondeu o desconforto gerado pelo caso envolvendo Nelsinho Piquet e a equipe Renault, quando Nelsinho teria, propositadamente, promovido uma batida, atendendo determinação da Renault,  no GP de Cingapura, em 2008.

A imprensa mundial divulgou suposta carta de Piquet, na qual teria confirmado a farsa à Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Em conversa com os jornalistas brasileiros em Monza, na Itália, Barrichello lembrou o bom relacionamento que mantinha com Nelsinho, mas criticou a atitude tomada por ele. “Nelsinho sempre foi uma pessoa por quem eu tinha muito respeito, mas se você pensar bem, se uma pessoa tem a capacidade de fazer um negócio desses, não merece estar no esporte. É perigoso para todo mundo. Acima de tudo, é uma situação muito feia para a Fórmula Um. Espero que isso não seja verdade, mas devo declarar que hoje em dia, você vê a comemoração de um piloto dando ‘zerinhos’, fazendo o carro rodar… é muito fácil rodar um carro de F-1. Agora, bater no ponto certo, aonde falaram, da maneira como tinha que ser… eu gostaria de achar que é absurdo”, declarou Rubens. Foto:Brawn GP/Divulgação.