João Paulo de Oliveira espera brigar pela liderança do campeonato da Super GT

12 de setembro de 2009

O brasileiro João Paulo de Oliveira (Nissan) deu um importante passo para voltar a brigar pelo título do Campeonato Japonês de Super GT. Ele vai largar neste domingo (13) da quinta posição na sétima etapa no autódromo de Fuji, no Japão. “O resultado hoje é bom, considerando que os nossos pneus não se adaptaram às condições da pista molhada”, comentou o sétimo colocado no principal certame de carros esportivos do Oriente.

Com a vantagem da mudança do regulamento a partir desta etapa, quando os carros da Honda e Toyota foram liberados a utilizar maiores restritores de ar e ganharam cerca de 15 hps, e o fato de terem o carro mais leve do grid, o francês Loic Duval e o japonês Yuki Nakayama, apenas 15º colocados no campeonato, conquistaram a primeira pole position para o Honda NSX, utilizando pneus Dunlop. Líderes do certame, o francês Benoit Treluyer e o japonês Satoshi Motoyama, com Nissan GT-R/Bridgestone vão largar da segunda posição.

A situação de João Paulo de Oliveira e seu companheiro japonês Seiji Ara é boa porque das quatro duplas que largarão à sua frente no grid, apenas duas estão melhor posicionadas na tabela de pontuação. E se continuar o calor em Fuji e a prova for com pista seca, o brasileiro poderá melhorar sua situação, depois de ter liderado a primeira metade do campeonato. “Amanhã vamos pra cima. Este quinto foi muito suado, pois não éramos rápidos com chuva, Então, a posição é boa”, acredita o brasileiro.

A grande dificuldade de João Paulo é que os pneus de chuva da Yokohama precisam de várias voltas para aquecer. “Na Superlap, que reúne os oito mais rápidos para darem apenas uma volta lançada, utilizei pneus intermediários, enquanto a maioria usou normais de chuva. Nossa dificuldade é atingir a temperatura ideal nos pneus em volta lançada”, explicou. “Enfim, creio que foi um bom resultado. Os pneus Bridgestone e Dunlop estão bem na chuva, então, o quinto foi positivo”, encerrou. Foto:Nissan/Divulgação.